Seção

Produtos

Limpeza absoluta

Eficiência de operação e tecnologia incorporadas às lavadoras são fundamentais para a qualidade final do vidro plano

01/08/2016

Lavadora horizontal Use-Mak

Componentes como esteiras, escovas e bombas d’água que, em conjunto, desempenham a tarefa de remover sujeiras e impurezas depositadas na superfície do vidro, sejam elas poeiras, gorduras ou manchas. Esse é o mecanismo básico das lavadoras, máquinas fundamentais para todas as etapas industriais que envolvem a produção e beneficiamento do vidro plano. “Trata-se de um equipamento que prepara o vidro, para que ele tenha condições de ser manipulado, tanto na entrega como em outros processos que agregam valor a eles, como têmpera, laminação, serigrafia etc.”, afirma Gabriel Andrade, da Agmaq. “Componentes opcionais incluem jogo para lavagem de vidro low-e, esguicho para enxágue e facas de ar para secagem”, acrescenta Neide Gusmão, diretora da Gusmão Representações.

 

A lavagem do vidro deve ser feita de forma minuciosa, após as etapas de lapidação, furação e recorte, quando houver. “Dependendo do tipo de beneficiamento e do vidro processado, a qualidade da lavadora torna-se vital para um produto final de qualidade”, ressalta Kenny Liotti, da fabricante de máquinas Lisec. Segundo ele, as mais recentes tecnologias desenvolvidas para o equipamento incluem ajuste de velocidade de transporte e temperatura da água, reconhecimento do tipo de coating e escovas dimensionadas para trabalhar diferentes tipos de vidro. “Outro recurso diferenciado é o scanner na saída da zona de secagem, por meio do qual a máquina pode identificar se, mesmo após a lavagem, ainda há algum defeito ou sujeira superficial, que se tornaria facilmente perceptível após um processo de laminação ou coating, por exemplo”, acrescenta Liotti.

 

Os inversores de frequência para acionamento dos motores são componentes que propiciam economia de energia e aumento da vida útil do conjunto mecânico, explica Andrade, da Agmaq. “Redução de consumo energético, vida útil estendida e adaptação aos produtos recém-chegados ao mercado, como vidros refletivos, low-e e cristais, estão entre as principais preocupações dos fabricantes”, diz ele. Outra tendência, aponta o diretor, é com relação ao material com que são produzidos os componentes da máquina. “É cada vez mais comum o uso do aço inox em rolamentos, revestimentos, eixos e demais componentes que geralmente são atacados pela umidade.” Na hora de escolher o equipamento, vale observar se ele é adequado para processar qualquer tipo de vidro e superfície de recobrimento, se apresenta sistemas individuais de filtragem e reutilização, se o tanque de água quente mantém uma temperatura uniforme durante o uso e qual a pressão de ar na secagem. Quanto aos cuidados na operação e manutenção, Neide Gusmão chama atenção para a necessidade de se usar sempre água limpa e, se possível, ter um desmineralizador para entrada de água tratada. “Antes de adquirir o equipamento, é fundamental certificar se as partes em contato direto com água quente e fria são de aço inox, pois nossa água costuma ser muito alcalina ou salobra”, ressalta a diretora da Gusmão.

 

Confira, a seguir, alguns modelos de lavadoras selecionados por nossa reportagem.

 

Lisec

LISEC HWM

A Lisec oferece quatro modelos de lavadoras: dois horizontais e dois verticais, que podem ser usados de forma avulsa ou acoplados a linhas de insulados,centros de usinagem e outras máquinas verticais. O modelo destacado pela empresa é uma lavadora horizontal de alta performance, designada para vidroscom qualquer tipo de coating, inclusive os de alta sensibilidade. Integralmente construída em aço inox, é ideal para vidros com aplicação de coating ou laminação. O sistema de limpeza é totalmente livre de resíduos e oferece secagem simultânea, fácil manutenção, baixo nível de ruído e de consumo energético. Apresenta sistemas individuais de filtragem e reutilização. O tanque de água quente é projetado para garantir temperatura uniforme durante o uso, e os motores das escovas são totalmente isolados de contato com a água.

 

Use-Mak

USE-LH 16

A lavadora horizontal destacada pela Use-Mak dispõe de uma estrutura robusta em aço carbono e é oferecida em variados tamanhos, de acordo com a necessidade específi ca do cliente. O equipamento é dotado de tecnologia nacional avançada, capaz de realizar lavagens perfeitas em vidros planos, e é especialmente
projetado para ser acoplado em linhas de alta produção. Os componentes incluem tanque, bandeja, sistema de aquecimento de água e ar por resistências termoelétricas, dois sopradores revestidos com material termoacústico, ventilador de alta pressão embutido, com sistema anti-ruído, quatro escovas cilíndricas
de lavagem, roletes de transporte emborrachados e sistema de transporte com acoplamento cônico. A área útil de lavagem varia entre 1000 a 2500 mm e apresenta pintura em epóxi de alta resistência. Conta com sistema de reaproveitamento de água e não requer ajuste de espessura do vidro.

 

Gusmão Representações

TRIULZI VOT.SP20

A tradicional fabricante e representante de máquinas europeias no Brasil comercializa no mercado nacional as lavadoras da empresa italiana Triulzi, com mais de 60 anos de mercado. O equipamento é fabricado em aço inox e composto por um tanque de água quente e outro de água fria, dois jogos de escovas superiores e dois inferiores, jogo extra para lavagem de vidro low-e, esguicho para enxágue e duas facas com ar para secagem do vidro. A máquina oferece garantia total de
funcionamento e durabilidade e trabalha todos os tipos de vidro, inclusive os pirolíticos.

 

Deway

DQX25 LOW-E

Entre as lavadoras oferecidas pela empresa destaca-se o modelo voltado tanto para vidros comuns, monolíticos, laminados e temperados, como para vidros low-e. A máquina lava chapas de até 2,4 cm, com espessura de 3 a 19 mm, em uma velocidade de 0,1/5,00 m/min. Todas as áreas em contado direto com a água são de aço inox, elevando a vida útil do equipamento. Fáceis de operar, também oferecem preços competitivos como diferencial. 

 

Incovisa

LINHA LHV

As lavadoras horizontais da Incovisa oferecem ajuste de velocidade de transporte contínuo e da altura das escovas e transportadores, de acordo com a espessura do vidro. Dispõem de um sistema econômico de água, reaproveitada por meio de ciclos de lavagem. As peneiras de filtragem são facilmente removíveis, e os tanques são providos de sistema deslizante do tipo “gaveta”, para facilitar a remoção. A zona de lavagem divide-se em: pré-lavagem (opcional); lavagem primária (limpreza pesada); lavagem secundária (limpeza leve); e lavagem secundária aquecida (também opcional). Já a zona de secagem conta com ventiladores de alta performance, sistema otimizado de secagem por meio de quatro facas de ar, posicionadas de modo a reduzir a turbulência, e sistema de aquecimento do ar.

 

Bystronic

A suíça Bystronic não disponibiliza no mercado uma lavadora para trabalhar “stand alone”, mas destaca-se com duas linhas de produtos acoplados a sistemas integrados de produção: uma como parte integrante da linha de vidros duplos e outra para sua linha de laminação. Nos dois casos, o vidro deve ser lavado com água aquecida e secado em seguida, a fim de prevenir manchas ou pontos de sujeira. Dentre as especificações da lavadora vertical acoplada à linha de vidros duplos,destacam-se: lavagem e secagem de peças de tamanhos e espessuras diferentes; três pares de escovas que rotacionam em direções alternadas; sistema de transporte sem correntes na parte de fora da máquina; eixos de transporte sincronizados; e sistemas de circulação de água separados para pré-lavagem e lavagem, garantindo economia de energia.

 

Indoorglass

IND 401 – 2500H

A Indoorglass atende o mercado nacional com equipamentos sob encomenda, incluindo lavadoras verticais e horizontais com variadas opções de medidas.
Com potência de 24,7 kw, o modelo em destaque foi desenvolvido para trabalhar vidros com largura máxima de 2500 mm e espessuras de 3 a 50 mm. Entre os
diferenciais do equipamento estão lente automática de limpeza e secagem; oito rolos de escova e esponja de limpeza; poderoso sistema de secagem por ar
quente, com controle automático de temperatura. A máquina oferece variedade de confi gurações, e a velocidade de transporte também pode ser ajustada. Em
aço inox, o tanque permite reutilização da água. É indicada para lavagem de vidros comuns, temperados, revestidos, laminados e insulados.

 

Glamatec

Linha LV

Com largura útil que varia entre 98 e 128 cm, a linha de lavadoras horizontais da Glamatec é indicada para lavagem e secagem de peças de vidro plano com espessuras de 2 a 20 mm. A empresa trabalha com equipamentos para lavagem de peças de variados tamanhos, de 10 cm a 2,54 m. Alta produtividade e baixo custo de manutenção são os principais atributos da linha. Conta com água quente, ventiladores potentes e controle eletrônico de velocidade. Robusta, a estrutura é produzida em aço SAE 1005/1010, com pintura em tinta PU, que oferece ótima resistência a corrosão. A caixa de coleta de água é feita em inox e as bandejas internas e divisórias em alumínio naval. A máquina é dotada de quatro escovas de lavagem do tipo helicoidal, de alta durabilidade e baixo custo de reposição, com sistema de rolamentos auto-compensadores, com guias para regulagem conforme o desgaste.

 

Deixe seu comentário