Seção

Fique por Dentro

Vidros na construção civil e a norma ABNT NBR 11706​

Entenda melhor sobre uma das principais normas do setor

02/05/2022

A construção civil é um dos setores mais lucrativos e visados para o setor vidreiro. O ramo se beneficia diretamente das vantagens estéticas e funcionais do vidro, como o aproveitamento da luz natural, facilidade de limpeza e sensação de amplitude; no entanto, é importante conhecer as diretrizes que regem o uso do vidro para oferecer segurança e qualidade em todos os projetos. Para isso, é importante entender melhor sobre uma das principais normas do setor: a ABNT NBR 11706.

Do que se trata a ABNT NBR 11706?

A norma trata, de forma resumida, de quais tipos de vidro podem ser utilizados na construção civil. Em conjunto com outras normas, como a NBR 7199 (que foca no projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil), NBR 16259 (envidraçamento de sacadas), NBR 14718 (à respeito de guarda-corpos para edificação) e NBR 6120 (sobre cálculo de estrutura em edificações), ela fornece muito mais segurança em relação às construções em si, traz maior credibilidade aos profissionais responsáveis e evita prejuízos financeiros, além de evitar ações judiciais, por exemplo.

É importante conhecer e estudar as demais normas para utilizar todo o repertório profissional em conjunto, padronizar os processos e agir de acordo com as leis de segurança do trabalho. O documento que contém a ABNT NBR 11706 é detalhado e contém mais de 20 páginas, pode ser lido na íntegra no site da ABNT e é possível localizá-lo pelo número. A aquisição tem um custo e o documento fica registrado em seu nome e CPF.

 

Vidros na construção civil - Como utilizá-los?

Como mencionamos, o vidro é um material extremamente versátil na construção, seja pelas suas propriedades visuais (que conferem luminosidade, amplitude e sofisticação aos ambientes), pela sua impermeabilidade ou pelo seu caráter sustentável - a economia de energia elétrica (já que fornece luz natural durante o dia), e o fato de ser um material reciclável e reaproveitável. Veja a seguir sobre o uso de alguns tipos de vidro:

Vidro Temperado

O vidro comum se torna temperado ao passar por um processo de aquecimento e resfriamento abrupto, que torna o vidro até 5 vezes mais resistente à impactos e choques térmicos, além de ser mais seguro em caso de quebra, pois se estilhaça em pequenos pedaços com arestas menos cortantes. É muito utilizado em sacadas, guarda-corpos e vitrines.

Vidro Jateado

Esse tipo de vidro faz uso de jatos de areia abrasivos, que dão um aspecto “fosco” onde são aplicados. O vidro jateado oferece mais privacidade, motivo pelo qual é muito utilizado em banheiros, divisórias e janelas.

Vidro laminado

O vidro laminado é considerado um vidro de segurança e é composto por duas lâminas de vidro que contém uma película no meio; dessa forma, os cacos ficam retidos em caso de quebra e a estrutura é preservada, por isso seus maiores usos são em pisos, coberturas e escadas de vidro.

Vidro Refletivo

Muito utilizado em prédios comerciais, o vidro refletivo é parecido com um espelho, e é capaz de reduzir o calor do espaço em até 80%, proporcionando conforto térmico e auxiliando na diminuição do uso do ar-condicionado. Esse tipo de vidro exige maior cuidado e auxílio de projetistas profissionais, pois reflete a luz solar e pode afetar outros estabelecimentos.

Comente se o conteúdo te ajudou a esclarecer algumas dúvidas em relação à NBR 11706 e acompanhe a Vidro Impresso para estar sempre por dentro das informações a respeito do mercado vidreiro!

Deixe seu comentário