Seção

Produtos

Transporte a vácuo

Formadas por complexos conjuntos de braços e peças emborrachadas, ventosas automáticas chegam a suportar até 1200 kg de vidro

23/07/2016

Tecnologias avançadas e ferramentas e materiais de qualidade, que evitem quedas e impactos durante o transporte, são imprescindíveis para um manuseio seguro das peças de vidro

Embora sólido, rígido e resistente, o vidro é também um material frágil, que pode se quebrar por completo a partir de uma simples trinca em uma de suas superfícies. Por essa razão, tecnologias avançadas e ferramentas e materiais de qualidade, que evitem quedas e impactos durante o transporte, são imprescindíveis para um manuseio seguro das peças. 


O deslocamento do vidro deve ser feito com muita atenção e cuidado, não apenas para prevenir danos ao produto, mas também para proteger as pessoas de eventuais acidentes. Dentro das usinas, por exemplo, o vidro plano é produzido em chapas de grande porte e tamanhos pré-definidos. Para serem acondicionadas nos colares (molduras de aço onde são encaixadas lado a lado para transporte), as peças devem ser manuseadas com o auxílio de ventosas. Constituídas por superfícies emborrachadas que por sucção aderem ao material, as ventosas são muito eficientes na manipulação de peças frágeis e lisas, como é o caso das chapas de vidro.  

 

Usadas nas mais diversas necessidades de deslocamento, elevação e instalação de vidros curvos e planos de diferentes tamanhos e formatos, as ventosas apresentam ótima performance em transportes verticais. Embora tenham a limitação de carregar apenas uma peça por vez, são muito úteis, por exemplo, quando o caminhão tem a parte de cima da carroceria fechada, caso em que as pinças, por permitirem somente a entrada vertical das peças, não podem ser usadas. 
Dos mais simples aos motorizados e totalmente automatizados, formados por duas, três ou um conjunto de peças emborrachadas, existem no mercado numerosos modelos de equipamentos a vácuo para transporte do vidro. Como existe uma grande diversidade de tamanho e espessura de chapas, os modelos de equipamento devem acompanhar essas variáveis. As principais diferenças entre eles estão no tamanho da estrutura e na quantidade de ventosas.

 

Confira, a seguir, modelos em destaque selecionados pela reportagem de Vidro Impresso

 

Rial 4GB

Rial 4GB

Comercializada pela Gusmão, a ventosa 4 GB motorizada da Rial é dotada de estrutura de aço e revestimento em pó cozido. O equipamento pode ser usado para movimentação de materiais com superfícies planas não porosas, como vidro, verniz plástico, madeira, metal, polimento de mármore, etc. Todos os modelos de vendas com código 604 são próprios para serem operados por guindastes ou outros elementos mecânicos. Voltadas para médias empresas, são projetadas para operar em oficinas e obras, para panning, inclinação e rotação de peças. Para suportar altas temperaturas, podem ser fornecidas com composto de silicone de reposição. 
As dimensões mínimas para o transporte são de 300 mm x 300 mm. O produto oferece movimentos de 90o na horizontal e na vertical e giro de 360o, além de contar com dois circuitos independentes de vácuo, que garantem segurança no manuseio. O peso aproximado é de 110 kg.

 

 

 

Ventowag Tornado 26Ventowag Tornado 26

Produzidas no Brasil, as ventosas da Ventowag podem ter suas peças de reposição facilmente trocadas, permitindo redução no tempo de manutenção dos equipamentos, que podem se adequar ao transporte de vidros curvos ou planos de diversas dimensões. Sua maior vantagem está na segurança durante o manuseio, mesmo em operações complicadas, como o giro da chapa para laminação ou basculamento. 
O produto destaca-se pelas funções de basculamento automático, giro 360° (automático ou manual), baixo consumo de energia, sistema de reconhecimento de vazamentos, alarme sonoro para pressão inadequada de içamento e sistema de segurança para falta de alimentação elétrica, entre outros.
Com 1500 mm de largura e 2000 mm comprimento, o equipamento tem capacidade para peças de até 800 kg e é dotado de estrutura galvanizada, basculamento automático, válvulas isoladoras e de segurança e alerta visual de alimentação.

 

 

 

Rial Ventosa Grua 12-300 mm

A Gusmão Representações oferece as únicas ventosas do mercado certificadas pela ISO, da marca argentina Rial. A Ventosa Grua, acima, é equipada com braços extensivos, desenhados para a elevação de lâminas de grandes dimensões. As ventosas têm bomba elétrica independente e são dotadas de dois circuitos de segurança, que asseguram levantamento de até 1200 kg por peça. O equipamento é desenhado e projetado de acordo com as necessidades de cada cliente. O número de ventosas, os elementos mecânicos para o movimento rotatório e o basculamento, assim como a alimentação elétrica, podem ser customizados. Com capacidade até 1200 kg, é dotada de 12 pontos de contato e oferece movimento de 90o na horizontal e na vertical e giro de 360o, além de dois circuitos independentes de vácuo.

 

 

 

 

Perspecta VentosaPerspecta Ventosa Elétrica PE-VH

O equipamento é usado para o transporte de chapas de vidro de até 500 kg e conta com quatro pontos de sucção automáticos, acionados por bomba de vácuo elétrica a seco com capacidade de 7m³/h, equipada com motor de ¼ HP monofásico e rotação de 1750 rpm. Oferece basculamento motorizado de 90° em relação ao eixo central do equipamento e giro de 360° motorizado, acionado por controle remoto no sentido horário e anti-horário. É acompanhado de botoeira pendente para cinco movimentos de reserva, para casos em que o sistema de controle remoto apresente defeito. Equipado com sistema de segurança em caso de queda de energia elétrica. 

 

 

 

 

 

ItalotecItalotec V4AC

As ventosas da Italotec são de fabricação nacional, com tecnologia própria. As versões automáticas incluem o modelo V4AC, que gira 360° e bascula 90° por meio de acionamento por botoeira, e o modelo V4A, com giro automático de 360° e basculamento manual de 90°. Os dois modelos têm capacidade de carga de 600 kg. Além desses, a Italotec oferece outros quatro modelos com acionamento manual e prevê lançar na Glass South America 2012 a ventosa V10F, com capacidade para 1200 kg, capaz de transportar chapas de grandes dimensões (jumbo). 
Todos os modelos são dotados de válvulas de retenção, para o caso de queda de energia. A válvula mantém o vácuo no reservatório da ventosa, garantindo que a peça de vidro permaneça fixada por tempo suficiente para que seja retirada do equipamento. Em seu galpão com 2700 m², a empresa dispõe de uma área para demonstração, treinamento de manuseio do equipamento e manutenção preventiva. Além disso, oferece peças de reposição imediata e uma oficina para reparos. 

Deixe seu comentário