Seção

Produtos

Suaves deslizes

Práticos, leves e funcionais, sistemas para portas de correr suprem necessidade de luminosidade e otimização de espaço

31/07/2016

Práticos, leves e funcionais, sistemas para portas de correr suprem necessidade de luminosidade e otimização de espaço

Modernidade, design exclusivo, facilidade de instalação e manuseio, leveza, segurança e praticidade. Atributos como esses contam cada vez mais para determinar  o padrão das ferragens e componentes a serem aplicados em uma porta de correr de vidro. Sofisticados e esteticamente atraentes, os produtos disponíveis  no  mercado  nacional  servem  o  segmento  vidreiro com uma crescente variedade de modelos customizados para diferentes aplicações. “O mercado é vasto e ainda pode ser amplamente explorado. As tendências caminham entre configurações minimalistas e discretas, em uma ponta, e mais evidentes e chamativas na outra”, diz Willmerson Ramos, sócio-diretor da WR Glass. “Com todas as feiras e eventos realizados no País, as inovações têm chegado com rapidez por aqui”, acrescenta o diretor de marketing da Ideia Glass, Erico Miguel.

 

Tem havido uma clara evolução nas linhas de portas deslizantes, avalia Claudia Lopes, da Dorma. Hoje o grande diferencial dos sistemas é a possibilidade de oferecer grandes vãos com passagem livres, sem trilhos no piso. “Temos sistemas com abertura e fechamento sincronizado  para portas duplas e mesmo painéis deslizantes amortecidos, que chegam suavemente à posição final”, exemplifica. “Os arquitetos  têm projetado  painéis cada vez maiores, que requerem produtos com mais capacidade técnica para oferecer bom desempenho.”

 

O  diretor  comercial  da  Tec-Vidro,  Rubens  Braga, concorda que os lançamentos nacionais tem evoluído bastante, mas ainda ficam devendo para os de fora. “Como acontece em outros segmentos, as inovações tecnológicas e tendências demoram a ser difundidas e incorporadas  aos projetos no Brasil”, comenta. Para André Costanzo, da Glass Vetro, essa morosidade é muitas vezes decorrente da excessiva tributação sobre produtos importados.  “Teríamos mais inovações, e mais rapidamente,  se estes processos fossem mais eficazes e menos custosos.”
“Em quase 100% dos casos opta-se pelo sistema de portas de correr  para  otimizar  espaços  e aumentar  a luminosidade  dos ambientes”, afirma Ramos, da WR Glass. O primeiro fator a ser levado em conta para determinar o produto mais adequado é a necessidade, ou seja, a função que ele irá exercer. “Devem-se considerar as características de cada projeto, já que as demandas variam muito de acordo com o uso a que se destinam, o tráfego de pessoas etc”, diz Braga. Para Laurenil de Castro, da Belcom, resistência, segurança e funcionalidade são quesitos fundamentais. “O deslize deve ser suave mesmo em caso de portas gran- des e pesadas, e o perfil deve ser adequado ao tamanho do vão, com sistema de rolamento compatível com o peso do vidro.” Quanto à instalação, Braga recomenda atenção especial ao tipo de fixação e ancoragem das peças estruturais que compõem o sistema, Qualidade da alvenaria e nível das paredes são outros fatores citados por Edinaldo Alves, da Rollit. “No caso dos sis- temas Solo e Solo E, é extremamente  importante  ter um piso nivelado para o seu bom funcionamento.”

 

Confira, a seguir, alguns modelos selecionados pela reportagem da Vidro Impresso.

DORMA

Duas linhas premium para pai­néis deslizantes destacam-se no portfólio da Dorma: Manet Compact e Agile. Esta última é oferecida em três versões, sen­do a mais básica para portas simples e duplas com até 150 kg por folha, sem nenhum tipo de recorte a ferragens e presas por pressão, o que facilita sua instalação. Já o Agile 150 Sincro oferece abertura e fechamento sincronizado, configuração em que os dois painéis deslizantes são abertos e fechados quando se opera apenas um deles. O Agile 150 Dormotion, lançado recentemente, dispõe de um sistema com amortecimento na abertura e fechamento, prote­gendo o produto e os usuários quanto a quebras bruscas e aci­dentes no momento da aber­tura e fechamento. Todos são usados com vidros temperados de  8, 10 e 12 mm.

 

ROLLIT

A empresa destaca os siste­mas de roldanas inversas, ou seja, roldanas de piso que têm por finalidade ocupar um menor espaço superior. Ao requerer apenas 6 cm para instalação superior, o sistema inverso elimina a ne­cessidade de um espaço de 25 cm ou mais para fixação. Permite aplicações sem vigas laterais, situação em que o trilho superior é instalado diretamente no teto. A Rollit conta com um departamento técnico apto a orientar as di­versas formas de montagem e fornece oprojeto do vidro com suas respectivas folgas e sugestões. Os sistemas da Linha Solo possuem roldanas de 50 mm a 75 mm de diâmetro, trilho superior de 5,5 cm, trilho inferior meia lua para ser parafusado ao piso com 7 mm de altura, acaba­mentos em alumínio e aço inox escovado, próprios para ambientes internos. Podem ser aplicados dentro de um vão, fixados em uma viga ou mesmo no teto. Comportam de 2 a 8 portas deslizantes, com ou sem vidro fixo, e são recomendados para vãos de até 6 m. O peso suportado é de até 150 kg, po­dendo receber portas robustas, com vidros de até 10 mm.

 

IDEIA GLASS

 

A empresa disponibiliza no mercado dois modelos para portas de correr: Vision e Flex. Com sistema de roldanas aparentes desenvolvido especialmente para portas de passagem, cuja função é servir como divisórias de espaços, a Porta Vision (foto) é indicada para portas que vão se manter fechadas na maior parte do tempo, e oferece como grande diferencial a praticidade na ins­talação. Já a Porta flex é destinada a pequenos espaços, trabalha com uma forma simples de deslize, que aprovei­ta 90% do espaço. Ambos os produtos são compostos por peças em Zamac em ABS, com pequenos componentes em nylon. São indicadas para aplicação em escritórios e residências, em ambientes internos e externos.

 

TEC-VIDRO

 

Mais recente lançamento da Tec-Vidro, o sistema Versakit tem como proposta oferecer uma evolução em relação aos sistemas usados em vidro temperado, conhecidos como kit engenharia. Trata-se da possibilidade de uma maior abertura dos vãos (2/3 de abertura). Quanto à instalação, mantém a praticidade e linguagem à qual os instaladores estão habituados. O produto divide-se em duas linhas distintas: Box e Engenharia. Ambas podem ser aplica-das em janelas, divisórias de ambientes, armários, fechamentos de sacadas. Destaque para o Versatik AcessoLivre, que contribui com a acessibilidade ao eliminar o perfil de alumínio no piso. As linhas são indicadas para vidros temperados ou laminados, com espessuras de 6, 8 e 10 mm

 

GLASS VETRO

 

Com tecnologia situada entre as mais avançadas do mundo, os sistemas da espanhola Klein são comercializados no Brasil com exclusividade pela Glass Ve­tro. Dentre os modelos, destacam-se o sistema Extendo, que pode ocupar um vão de mais de 5m de largura sem a ne­cessidade de trilhos no piso. Dispensa furação no vidro e possibilita a abertu­ra das portas para os dois lados sincro­nicamente ou para um lado só. Já o sis­tema UnikSelf, além de dispensar trilho inferior e furos no vidro, fecha a porta automaticamente após a pessoa passar, sem fazer uso de nenhum componente eletrônico, apenas com a força acumula­da do empuxo na abertura. Alinhados às tendências do mercado, promovem am­bientes clean, não usam energia elétrica e facilitam a acessibilidade pela ausência de trilhos no piso. Além disso, podem ser embutidos no teto ou ficar aparentes, destacando o acabamento diferenciado em alumínio escovado. 

 

SOLARLUX

 

A Solarlux oferece sistemas completos para fechamento de áreas. Desenvolvidos e testados na Alemanha, os projetos são produzidos visando segurança, conforto térmico, acústico, desempenho e design. Evolução do SL 25, o sistema SL 25 XXL conta com roldanas que suportam até 65 kg de peso e vidros com espessuras de até 15 mm. A fixação do vidro no perfil é feita por parafusos nos painéis. Que podem chegar até 3 metros de altura por 1 metro de largura. Aumentam os níveis de isolamento acústico em 17 dB. Utiliza-se o vidrotemperado com película de segurança, pois não é encaixilhado dos quatro lados. O modelo pode ser fabricado com trilho embutido ou sem trilho inferior, com travamento em cada painel individualmente, para tanto, é necessário que a ele, seja acoplado o sistema HSW - Horizontal Slide Wall - estrutura em alumínio, por onde deslizam horizontalmente os painéis. Portanto, estes não pivotam, apenas se recolhem fora do trilho principal.

 

BELCOM

 

Os destaques no portfolio da empresa são as linhas Slak System (foto) e Flow System. O primeiro é um sistema desenvolvido com pinças, rolamen­tos e ferragens de alumínio e aço inox, que oferece mais conforto no ma­nuseio de portas grandes e pesadas, de até 150 kg, dispensando furação em portas até 75 kg. Já o Flow System é desenvolvido com rolamentos e ferragens em alumínio e com sistema de freio, para que a porta pare suavemente. Sustenta portas até 150 kg. A fixação, flexível, pode ser feita no teto, na parede ou em vidro.

Deixe seu comentário