Seção

Arquitetura e Vidro

Os três tipos de vidro mais procurados pelos consumidores

O mercado oferece diversas versões do produto. Porém, algumas se tornam mais buscadas por suas funcionalidades, possibilidades de aplicação e custo-benefício. Saiba quais são

16/11/2021

O vidro é um produto muito desejado nas construções. Versátil, traz beleza e funcionalidade. Por isso, o material é, por si só, altamente demandado. Entretanto, alguns tipos de vidro têm uma maior movimentação no mercado. Geralmente são vidros que oferecem mais custo-benefício, ou seja, trazem muitas vantagens por preços competitivos.

A indústria vidreira se desenvolveu muito nos últimos anos, agregando tecnologias que trouxeram funcionalidades incríveis ao material, mas os valores acompanham essa inovação. Alguns vidros oferecem benefícios sem onerar demais os projetos. Saiba quais são os três tipos de vidros mais procurados pelos consumidores.


Vidro float 

É o vidro comum. Mais barato e versátil, é utilizado em diversas aplicações que não exijam segurança máxima. Além de ser amplamente aplicado, é ainda base para os demais tipos de vidro, como temperado, laminado, impresso e serigrafado. Pode ser encontrado nas cores esverdeado, fumê, bronze ou incolor, em diversos tamanhos e espessuras que vão de 2mm a 19mm.

O vidro comum é a base para os outros tipos de vidro

 

Em seu estado original, pode atingir até 400 kgf/cm², o que pode aumentar de acordo com o tipo de beneficiamento a que for submetido, chegando a 1400 kgf/cm² quando se transforma em vidro temperado, por exemplo. O vidro comum é muito aplicado no segmento moveleiro e em janelas, em instalações que não exijam um vidro de segurança.   

 

Vidro temperado

Considerado um vidro de segurança, o vidro temperado é feito a partir do vidro float. Primeiramente este é aquecido a altas temperaturas e depois a massa de vidro é resfriada. O processo torna o vidro cinco vezes mais resistente. Além da resistência, o vidro temperado quando quebra se fragmenta em pedaços não cortantes.

Por ser um vidro com maior resistência contra impactos e choques térmicos, é indicado para instalações que necessitam de mais segurança. Entre as aplicações do vidro temperado estão janelas, portas, divisórias, boxes, tampos de mesa, portas de armários e prateleiras.

 

Vidro temperado quando quebrado forma pequenos pedaços de vidro arredondado

 

Por um preço atrativo, o vidro temperado oferece maior segurança e possibilidades de aplicação. A desvantagem é que após temperado, o vidro não pode mais ser furado, então, qualquer necessidade precisa ser considerada antecipadamente. A norma que trata deste tipo de vidro é a ABNT NBR 14.698 – Vidro Temperado.

 

Vidro laminado

É um vidro ultra resistente. Composto por duas ou mais chapas de vidro, o vidro laminado é intercalado por uma película que confere ainda mais resistência e segurança. Em casos de quebra, os cacos ficam retidos nesse interlayer e o vão é preservado, ou seja, não é feita uma abertura na área coberta pelo vidro, evitando quedas. Por isso, o vidro laminado é muito aplicado em fechamentos de locais com grandes alturas.

 

vidro laminado

 

Algumas das aplicações do vidro laminado são os guarda-corpos, envidraçamento de sacada, coberturas, clarabóias e também em portas e divisórias que precisam de mais segurança. Pode ser ainda mais resistente quando composto por mais de duas chapas de vidro, sendo chamado de multilaminado.

Existe também o vidro multilaminado, que pode até assumir funções estruturais, como em pisos e escadas. Por todas essas qualidades, é um vidro mais custoso, porém, necessário nas aplicações citadas por recomendação das normas técnicas. A norma do vidro laminado é a ABNT NBR 14.697.


 

Deixe seu comentário