Seção

Mercado

O que esperar do setor vidreiro em 2021?

Saiba o qual a expectativa do mercado depois um ano tão difícil e atípico

22/12/2020

O último ano foi bastante desafiador. Tivemos que lidar com problemas nunca antes esperados. Muito de nosso cenário econômico em 2020 foi ditado pela Covid-19. E em 2021 não será diferente.

Vivenciamos uma nova onda da pandemia e os resultados das vacinas, assim como as decisões políticas, ainda são incertos. 

Mesmo assim, há um forte otimismo por grande parte do mercado de uma retomada gradual do crescimento.

As perspectivas globais estão melhorando. De acordo com a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a economia deve crescer 4,2% no próximo ano.

Entretanto, atrasos na vacinação e dificuldades para controlar o avanço do vírus podem enfraquecer as estimativas.

 

Reação inesperada 

Surpreendentemente o mercado da construção retomou suas atividades já neste segundo semestre e a expectativa é que essa movimentação se mantenha em 2021. 

Com a Selic na casa de 2%, as taxas de juros reduziram para quase três vezes menos que em 2013. Atualmente, as taxas de um financiamento estão entre 5 e 7% a.a. 

Estes números incentivaram o financiamento imobiliário, que atingiu números melhores que antes da pandemia. 

Os juros baixos incentivaram, além da compra de imóveis novos que movimentou a construçao civil, a tomada de crédito para reformas.

Ter um lar confortável se tornou prioridade em um momento de isolamento social. O home office também trouxe a necessidade de melhorias nas residências. 

Por outro lado, os investimentos ficaram menos satisfatórios com os baixos rendimentos. Assim, muitos preferiram investir em reformas a manterem aplicações pouco rentáveis. 

 

Mercado aquecido

Estudo do FMI (Fundo Monetário Internacional) prevê boa perspectiva de retomada em 2021 para o setor da construção civil, que pode crescer 3,4%.

Juntamente com essa movimentação da construção civil, o setor vidreiro ainda terá o impulso de grandes eventos do segmento. 

Para o próximo ano, temos as importantes feiras Glass South America e Fesqua, que foram adiadas em função da pandemia. 

Estes encontros após um momento de recuperação movimentam ainda mais e geram expectativas favoráveis.

 

Um momento de otimismo 

"Depois da tempestade, vem a paz e a reconstrução. 2021 será um ano de retomada do crescimento e desenvolvimento, com muitas oportunidades para todos", diz otimista Ananias Gomes da Silva, da Vitória Box e Vidros. 

Para Yveraldo Gusmão, da GR Gusmão, 2021 será um ano de muito trabalho. "Houve uma retomada muito grande na construção, linha branca e moveleira. Entretanto, devemos ter cautela e não acelerar sem um bom planejamento". 

Na opinião de Danilo Vicente, da Glass Contabilidade, o mercado ainda não estará excelente,  porém melhor que em 2020. "Acredito que teremos uma retomada na economia lentamente e o reflexo positivo poderá aparecer em 2022".

 

Ano desafiador 

"Vai ser um ano muito desafiador para o setor vidreiro. Mesmo buscando soluções para se reinventar, ainda teremos muitos desafios pela frente", avalia Maria Almeida,  da Unividros. 

Para Eber Carvalho, da Irapuru Vidros, o cenário político também não ajuda. "Precisarão ocorrer algumas mudanças políticas e econômicas, caso contrário não haverão melhorias relevantes". 

O vidraceiro Celso da Império Vidros acredita que continuaremos tendo dificuldade para cumprir os prazos das instalações pela falta de materiais.

O setor vidreiro sofreu neste ano com a falta de insumos diversos. As dificuldades ocorreram em função da demanda repentina que surgiu após as paralisações.

O consultor técnico Cirilo Paes também prevê que a falta de materiais possa ser um entrave ainda enfrentado em 2021.

"Acredito que teremos um ano bastante aquecido por conta da demanda que não foi suprida pelo mercado, mas teremos um ano como este:vendas lá em cima e produtos escassos".

 

Qual sua expectativa para 2021?

E você, o que espera para o próximo ano? Sua expectativa é positiva ou não? Conte aqui nos comentários. 

 

Deixe seu comentário