Seção

Vidro e Design

Lapidação de Vidros: O que é, Como é Feita e Quais os Tipos

O processo é importante para dar acabamento ao material e torná-lo mais seguro

31/08/2020

Após o corte do vidro é preciso fazer uma modelagem de suas bordas, que ficam irregulares e cortantes. 

 

Esse processo chama-se lapidação de vidros e tem o intuito de dar acabamento ao material e torná-lo mais seguro durante seu manuseamento, além de aumentar sua resistência contra trincas e quebras.

 

A lapidação de vidros é uma espécie de lixamento e funciona de forma semelhante ao processo de lapidar jóias preciosas. 

 

Ela destaca ainda mais acabamento e recortes do vidro, ressaltando a beleza do material e agregando valor ao produto.

 

A lapidação é utilizada especialmente em espelhos, tampos de mesa e peças mais artísticas com vidro. 

 

Como é feita a lapidação de vidros

 

O processo de lapidação do vidro pode ser feito de forma manual, através de rebolos diamantados pressionados contra a superfície do vidro.

 

A indústria de máquinas para vidro tem evoluído a cada dia e desenvolvido máquinas de todos os portes e para diversas necessidades de produção.

 

As lapidadoras de vidro automatizam o processo, trazendo mais agilidade e comodidade. 

 

No caso da lapidação de vidros por meio das máquinas automáticas o vidro é que se movimenta para ser lapidado.

 

Polimento para dar brilho

 

A lapidação tira o brilho do vidro. Por isso, ao final do processo é necessário finalizar o acabamento com o polimento.

 

O polimento do vidro devolve o brilho natural da peça e aspecto luminoso característico do material. 

 

Por ser um material sofisticado, o vidro precisa ter perfeita simetria e estética para que sua aplicação tenha o objetivo alcançado. 

 

Tipo de lapidação de vidros

 

Como já vimos, a lapidação é o acabamento das bordas do vidro, que fica com sua superfície lisa e com perfeita simetria.

 

Porém, esse acabamento não precisa ter sempre o mesmo aspecto. Podem ser feitos diferentes tipos de cortes nas bordas do vidro.

 

Existem diferentes tipos de recorte de canto, feito por diversos tipos de lapidação de vidros, além de infinitas possibilidades para a criatividade de quem desenvolve esta arte. 

 

O tipo de lapidação mais comum é o canto reto, também chamado de filetado, obtido pela lapidação reta ou filete.

 

Há também o canto moeda, feito pela lapidação de vidros meia cana, e o canto garrafa com a lapidação bisotê, muito utilizada em espelhos.

 

Em tampos de mesa podem ser feitas a lapidação 2G, 3G e OG, que cria camadas chanfradas diversas de vidro na borda. Para este efeito as chapas precisam ter a partir de 15mm e 30x30cm de dimensão.

 

Outro acabamento é o canto M ou N, que cria ondulações que lembram o formato de tais letras. 

 

Acabamento bisotê

 

Na lapidação com acabamento bisotê as bordas do vidro são chanfradas em angulação que afinam a peça em direção à borda, emoldurando a chapa.

 

Este tipo de lapidação de vidros traz um aspecto bastante sofisticado à peça e é muito comumente aplicado em espelhos. 

 

Deixe seu comentário