Seção

Mercado

Laços nipo-brasileiros

AGC promove sequência de eventos para inaugurar banco de reservas da Copa e fábrica em Guaratinguetá.

23/06/2016

O ex-jogador Zico foi um dos convidados especiais do evento de inaguruação da fábrica. Ídolo mundial e particularmente aclamado no Japão, o craque assinou um exemplar do banco de reservas fornecido pela AGC para a Copa do Mundo 2014. À esquerda, o C

Em operação no Brasil desde outubro do ano passado, a líder mundial na fabricação de vidros planos AGC deu mais um passo em direção à consolidação de sua marca no País. No final de abril, a gigante japonesa inaugurou oficialmente sua fábrica em Guaratinguetá (SP), em uma cerimônia que reuniu funcionários, parceiros e representantes de entidades vidreiras.  O marco oficial que agrega a AGC à base da indústria vidreira nacional ocorre três anos depois de a empresa ter anunciado investimentos de R$ 800 milhões para trazer suas operações ao País. “Há dois anos lançamos a pedra fundamental desta instalação. É com grande satisfação que retorno a Guaratinguetá para acompanhar a conclusão desse projeto, de suma importância para todo o Grupo AGC”, afirmou o CEO global do Grupo AGC, Kazuhiko Ishimura, ao abrir a cerimônia em Guaratinguetá.

 

 


 O evento marca o fim do cronograma de instalação da fábrica no Brasil, com capacidade para produzir 600 toneladas diárias, que correspondem a mais de 220 mil toneladas anuais de vidro plano e vidros automotivos para 500 mil carros. Além de Ishimura, estiveram presentes no evento o CEO da AGC para as Américas, Kay Yonamoto, e o presidente da AGC Vidros do Brasil, Davide Cappellino. “O Brasil se consolidou firmemente como um dos principais mercados do mundo, por isso consideramos este um momento chave para nossa empresa”, comentou Cappellino. “A AGC continuará crescendo com o Brasil, que está sob os holofotes com a chegada de grandes eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas em 2016.” O presidente da Investe SP, Luciano de Almeida, representou o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin. Também marcou presença o prefeito de Guaratinguetá, Francisco Carlos Moreira dos Santos.

 

 

 


Entre os convidados do evento estava o ex-jogador de futebol Zico, mundialmente consagrado e particularmente aclamado no Japão, onde atuou como jogador e como técnico por muitos anos, tendo treinado a seleção japonesa na Copa de 2006. Ao ser chamado ao palco pelo gerente de marketing da AGC, Lucas Oliveira, Zico ressaltou a importância dos laços entre Brasil e Japão. O ídolo elogiou a disciplina, a persistência e a capacidade de planejamento dos japoneses, características que fizeram do Japão uma nação bem sucedida em múltiplos aspectos. Em seguida, convidou os participantes para um tour pelas instalações da fábrica.
 

 


Dragão da Copa
 

 


A presença de Zico no evento de inauguração da fábrica da AGC assinalou também a participação da empresa na Copa do Mundo FIFA 2014, como  fornecedora oficial da cobertura de vidro para os bancos de reservas usados durante os jogos do torneio.
Na véspera da inauguração da fábrica, o banco havia sido apresentado ao público em um evento na Casa Itaim, em São Paulo. Na ocasião, acompanhado por outro ídolo do futebol mundial, o ex-jogador português Luís Figo, Ishimura destacou as propriedades do vidro usado na cobertura dos bancos, o Dragontrail X, oito vezes mais resistente do que o vidro convencional.

 

 

 

Trata-se de um vidro temperado, com 3.5 mm de espessura, reforçado por tratamento químico, Extremamente durável e resistente a riscos, deformações e descolorações, o vidro foi inicialmente desenvolvido para dispositivos como tablets e smartphones. “A aplicação demonstra o potencial de uso desse material em superfícies grandes, abrindo caminho para o espaço de exploração dos vidros alterados quimicamente por arquitetos e designers”, comentou Ishimura.

 


Com propriedades diferenciadas de transparência e visibilidade, os novos painéis são uma evolução do modelo utilizado no ano passado, durante a Copa das Confederações. A parte traseira do banco possui um revestimento que torna suas propriedades reflexivas 13 vezes menores do que o vidro convencional.

 

 


A tecnologia usada na fabricação do Dragontrail X torna o vidro extremamente resistente a choques externos. O produto é 30% mais forte que os Dragontail convencionais, e mais de oito vezes mais reforçado do que o vidro de soda-cal. “A durabilidade do produto é garantida mesmo em ambientes externos com grandes oscilações de temperatura e umidade. Essas características abrem possibilidades para sua aplicação em uma grande variedade de propósitos”, afirmou Ishimura E acrescentou: “Sinto-me orgulhoso de que essa tecnologia desenvolvida pelos profissionais da AGC esteja sendo compartilhada com jogadores e milhares de fãs de futebol.”

 


 
Planos de expansão
 

 

 

Em sua passagem pelo País, o dirigente global da AGC elencou alguns dos objetivos da empresa para o Brasil, que considera um mercado estratégico para a empresa. “Acreditamos que demanda por vidros planos automotivos e para a construção apresenta amplo potencial de crescimento, e por isso esse é foco central da AGC nesta primeira fase. Para atender adequadamente esse mercado planejamos ampliar nossas instalações em breve, algo que provavelmente vai exigir investimentos do mesmo porte dos que foram feitos  até aqui. Temos área suficiente para dobrar nossa produção, de acordo com a demanda”, afirmou.    

 

 


De acordo com o CEO Kay Yanamoto, a empresa busca o crescimento de seus negócios nos mercados em expansão dentro da política de gestão chamada “Grow Beyond”. “Estamos confiantes em que esse primeiro investimento da AGC na América do Sul terá amplos desdobramentos. A produção simultânea de vidros automotivos e para construção foi possível graças à cooperação de muitos stakeholders no Brasil e no exterior”

Deixe seu comentário