Seção

Fique por Dentro

INSTALAÇÃO DE VIDRO EM 2021: 6 PASSOS PARA UM PROJETO PERFEITO

Escolher os materiais adequados e trabalhar em equipe estão entre os cuidados essenciais para o sucesso de um projeto com vidro

26/01/2021

Para se destacar no mercado e obter o sucesso desejado, toda profissão necessita de auxílio. Com o setor vidreiro não é diferente. Pensando nisso, a Vidro Impresso separou uma série de dicas que vão ajudar você, que é vidraceiro, a desempenhar o melhor projeto para seus clientes. 

Executar um serviço de qualidade, utilizando materiais de ponta, exige muitos cuidados e garantem benefícios e grandes resultados para a empresa. Confira as nossas dicas e conquiste o seu sucesso!

 

1. Registre sua vidraçaria

Esta primeira etapa é fundamental para o vidraceiro! Ter um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) é obrigatório para qualquer empresa ou organização que recebe dinheiro.

Com ele, sua empresa funcionará dentro da lei. E mais: com o CNPJ, é possível ter vantagens restritas à pessoas jurídicas como emitir notas fiscais, além de obter descontos em compras grandes e a contratação de alguns serviços.

 

Caso sua empresa não tenha CNPJ, providencie o quanto antes! Este registro garantirá  o sucesso de seus contratos. A falta dele, poderá comprometer o seu negócio.

 

Para realizar o cadastro, é simples. Você pode acessar o aplicativo Coletor Nacional da Receita Federal, preencher a ficha cadastral com dados, como razão social, ramo de atividade e endereço e enviar o pedido. Além dos primeiros passos para o registro, o aplicativo ainda oferece orientações de acordo com o tamanho de sua empresa e de  modelo de seu negócio.


 

2- Escolha os vidros e materiais adequados

O próximo passo é a escolha do vidro, que deve ter tipo e espessura adequados para o projeto. Lembrando que, seguir as recomendações das normas técnicas, além de oferecer segurança ao seu cliente, garante sua credibilidade profissional. A norma orienta o mínimo necessário para a segurança, o que não quer dizer que esse requisito não possa ser reforçado, desde que não se exagere para não onerar o orçamento. 

 

Não basta utilizar o vidro correto como orienta a norma se ele for instalado de forma incorreta. É preciso analisar o tipo de ancoragem, por exemplo, se é química ou mecânica. As normas técnicas também fazem essa orientação. No caso de guarda-corpos, a NBR: 14718 diz: ‘Os inserts, os pinos, os chumbadores, fixo ou de expansão e as grapas de fixação dos guarda-corpo, a laje de piso ou a cinta de concreto devem ser em aço inoxidável AISI 302, 304 ou 316. Esta exigência é aplicável aos demais parafusos que forem utilizados'. Confira alguns fornecedores no Guia de Fornecedores Vidro Impresso.  

 

Para acessar as normas técnicas, basta entrar em contato com a ABNT. Separamos algumas das importantes normas a serem consultadas. 

ABNT NBR 7199- Projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil

ABNT NBR 14697-Vidro Laminado

ABNT NBR 14698 – Vidro Temperado

ABNT NBR 14207 — Boxes de banheiro

ABNT NBR 16259-Envidraçamento de sacadas

 

3- Usando as medidas corretas

Em primeiro lugar, ao aplicar um item de vidro a um projeto, informe-se sobre as medidas do local onde o mesmo será aplicado.

 

Se você for o responsável pela medição, faça-a de forma exata. Na hora de tirar as medidas é importante que estas sejam muito precisas e definidos previamente os pontos de perfuração para evitar retrabalho e provocar danos irreversíveis no local de instalação.

 

A medição deve ser milimétrica. Portanto, marque corretamente antes de fazer furos, calcule corretamente as folgas com as marcações para agilizar a instalação, utilize também calços de qualidade e, por último, revise as medidas e analise se fazem sentido para o seu projeto. Se não estiverem de acordo, refaça o serviço. Lembre-se, é a imagem de sua empresa que está em jogo. Capriche!

 

4 -Trabalho em equipe

Para executar uma aplicação de vidros de forma correta e segura, é necessário que mais de um profissional esteja envolvido. Portanto, nada de trabalhar sozinho! O vidro é um material frágil e precisa de todo cuidado possível. Nunca tente colocar qualquer tipo de vidraça sozinho, aposte sempre na colaboração de uma segunda pessoa. A iniciativa, garante a sua segurança, além de minimizar os riscos de erro durante o processo. 

5 - Ferramentas adequadas e EPI

É crucial que o instalador conheça os riscos da profissão, e estar bem equipado é um fator que gera custos, mas que, de modo algum, pode ser negligenciado.

 

Tão importante quanto o vidro, são os acessórios e ferramentas que serão utilizados na instalação. Para um vidraceiro garantir um serviço eficaz precisa estar bem equipado, com todas as ferramentas necessárias. Primeiramente, com ferramentas para uma medição precisa. Listamos alguns itens que não não podem faltar na caixa de ferramentas do vidraceiro:

 
  • Instrumentos de medição;

  • Materiais para corte;

  • Nível e prumo;

  • Materiais para fixação química;

  • Materiais para acabamento;

  • Ventosa;

  • Itens de segurança e limpeza.

 

Para garantir sua própria segurança, é imprescindível possuir os equipamentos de proteção individual - EPI.

Use cinto de segurança para trabalhos em altura e calçados adequados e sem cadarços, de preferência, com sola antiperfurante, para evitar quedas, tropeços, cortes e outros acidentes.

Os óculos de proteção são indispensáveis para proteger os olhos de contato com materiais cortantes ou abrasivos. Em situações de muitos ruídos, use protetores auriculares.

 

É recomendado o uso de capacetes exclusivos para a construção civil em locais onde haja movimentação de vidros acima da cabeça ou para projetos de instalação em obras. 

 

Proteja as mãos com luvas resistentes ao corte, e os braços com mangotes anticorte. Estes equipamentos foram desenvolvidos para proteger o profissional de objetos cortantes e máquinas. Para trabalhos que envolverem risco de queimadura com algum equipamento, utilize luvas térmicas.

 

 

6 - Fixação e vedação

Faz parte do preparo da obra a limpeza do local, peças e vidros. Antes de iniciar a instalação, é importante limpar os vidros para não ter problemas de colagem. A limpeza dos vidros deve ser feita com água limpa, detergente neutro e pano seco, evitando produtos abrasivos ou ácidos. Além disso, deve evitar o uso de produtos agressivos para marcação ou identificação, mesmo que provisória, durante a instalação.

 

A área de aplicação do adesivo deve obedecer a orientação do fabricante com relação às cargas suportadas por quantidade de adesivo aplicada, de acordo com a ABNT NBR 15.737. Deve-se ainda obedecer o tempo de cura do adesivo estipulado pela fabricante. A fixação mecânica deve ser feita com parafusos inoxidáveis e os parafusos devem ser aplicados entre os alumínios e entre a alvenaria e o alumínio. Eles devem ser adequados em relação à sua espessura e comprimento para alcançarem a viga de concreto e o furo da viga ser compatível com este comprimento.

 

Quando os silicones e as borrachas são aplicados inadequadamente, eles podem comprometer a vedação e provocar vazamento de água para dentro da estrutura. Se a escolha for pelo silicone, é preciso colocar nas bordas do vidro uma fita adesiva, impedindo respingos do material e garantindo melhor acabamento. Já se a escolha for pela borracha, deve-se evitar esticar o material, que pode comprometer a acomodação do vidro e o preenchimento do perfil. De acordo com a norma, as guarnições devem se adaptar às dilatações, deformações e vibrações causadas por ações mecânicas ou variação de temperatura.

 

Deixe seu comentário