Seção

Vidro e Design

Conheça Quais os Tipos de Esquadrias para Vidro

Mercado oferece diferentes modelos, cores e materiais destas importantes estruturas

27/07/2020

Parte importante de uma instalação com vidro, sejam janelas, portas ou fachadas, as esquadrias representam de 5% (portas e janelas) a 20% (fachada de vidro) do custo de uma obra.

 

Escolher a esquadria certa é fundamental para o sucesso de um projeto, pois a estrutura vai ser responsável por suportar todo o peso do sistema e das chapas de vidro, assim como o atrito com os movimentos e as manipulações. 

 

O mercado vidreiro cresceu e o setor de esquadrias acompanhou suas tendências e necessidades, desenvolvendo tipos de esquadrias para vidro diversos em modelos, cores e materiais.

 

Deve haver uma combinação dos materiais vidro e esquadria, assim como guarnições de vedação e ferragens, que estando alinhados, criam resultados satisfatórios. 

 

Tipos de esquadrias

 

O mercado desenvolve esquadrias com estéticas variadas que se adaptam às diferentes preferências. Alguns projetos primam por ressaltar a transparência do vidro com esquadrias quase invisíveis. 

 

Outros utilizam o design diferenciado das esquadrias para vidro para compor o visual. As opções de cores também ampliaram para além do cinza e branco. As esquadrias pretas, por exemplo, são uma tendência.

 

Esquadrias para janelas

Porém, independente do design, alguns modelos são padrões. Um deles é o tipo basculante. É aquela esquadria utilizada nos vitrôs. Parte da janela é projetada para frente, de forma inclinada. Os pivôs ficam nas laterais. 

 

Outro tipo de janela é a guilhotina, constituída por uma folha de vidro em cima e outra embaixo. A abertura é flexível tanto para cima como para baixo.

 

Portas de vidro

As portas de vidro, assim como os boxes de vidro, podem ser de correr, em que uma se sobrepõe a outra, com a variação de duas ou três folhas, com uma ou duas fixas e outra móvel. Este tipo de sistema otimiza mais o espaço.

 

Outro modelo são as portas de abrir e fechar, com abertura que pode ser escolhida para dentro ou para fora, ou com a flexibilidade de movimento para ambos os lados. 

 

Uma opção tanto para portas como janelas é a camarão, que tem o movimento semelhante ao de uma sanfona, em que as folhas de vidro são dobradas ao mesmo tempo, possibilitando juntar os vidros em um único lado para conseguir uma grande abertura. 

 

Materiais das esquadrias

 

Até meados do século passado os materiais utilizados em esquadrias de portas e janelas eram somente madeira e aço. Nos anos 50 e 60 surgiram as esquadrias de alumínio, que atualmente representam cerca de 20% do volume total de caixilhos produzidos no país e têm forte potencial de crescimento devido à sua flexibilidade e leveza. 

 

As esquadrias de alumínio também aceitam todos os acessórios e ferragens, assim como os elementos de vedação. Quando bem projetados, construídos e instalados de acordo com as normas técnicas, os caixilhos de alumínio apresentam elevado desempenho quanto à estanqueidade ao vento e à chuva, e a pressão de ventos. 

 

Apesar da maior penetração do alumínio no mercado brasileiro, um dos materiais que mais crescem em outros países e têm um grande potencial no Brasil é o PVC. O material é leve, versátil e possui ótimo desempenho acústico. 

 

Nos últimos 10 anos houve um aumento da participação do material, que poderia ser maior mas não ocorreu até o momento devido à falta de conhecimento sobre seus benefícios e por seu custo ser mais alto. 

 

Deixe seu comentário