Seção

Dicas e Aplicações

Como montar pele de vidro: passo-a-passo, dicas e vantagens

Conheça mais sobre o segmento e incorpore-o ao seu negócio

09/05/2022

Existem diversas demandas e segmentos possíveis no mercado vidreiro, alguns serviços são mais recorrentes para as vidraçarias, como boxes para banheiro, janelas, divisórias e portas de vidro. Porém, existem também outras possibilidades menos exploradas, que consequentemente são menos concorridas e mais rentáveis, como a pele de vidro.

A Pele de Vidro ou Structural Glazing é uma técnica que camufla a estrutura metálica e destaca fachadas de construções comerciais e residenciais por meio do vidro. Seu uso teve uma demanda crescente em obras de pequeno e grande porte nos últimos anos, oferecendo um mercado atrativo e lucrativo para os vidraceiros. 

Seus primeiros usos datam da década de 60, sendo que a instalação era feita de forma mecânica, com o vidro encaixilhado. Na década de 80 a técnica evoluiu para o método utilizado até hoje, no qual o vidro é fixado quimicamente, colado através de adesivos ou silicone, camuflando totalmente o alumínio.

 

Confira a seguir algumas vantagens no uso da pele de vidro:

- Como já mencionamos, para o vidraceiro pode ser uma opção muito interessante, pois é um segmento de alta demanda, com pouca concorrência e oferece maior margem de lucro

- Oferece maior conforto térmico e acústico

- É considerado um método sustentável, pois consequentemente oferece economia de energia elétrica ao aproveitar melhor a luz natural e reduzir a incidência térmica

- Valoriza a fachada do imóvel

- É mais leve que outros materiais, o que reduz o peso da estrutura

- Oferece maior facilidade na limpeza 

- Com o uso de vidros específicos que regulam a visibilidade, pode dispensar a utilização de cortinas e persianas

- É um método de fácil instalação, o que permite um tempo de entrega menor

É essencial salientar a importância de utilizar uma equipe devidamente capacitada para os projetos em pele de vidro; apesar das vantagens e do lucro que o método possibilita, tenha em mente que essas obras envolvem profissionais como engenheiros, arquitetos, fiscais e encarregados. 

De acordo com a norma ABNT NBR 7199 - Vidros na Construção Civil, é indicado nessas obras o uso de vidros de segurança como o vidro laminado ou aramado ao menos nas peças de vidro interior, mesmo que outro tipo de vidro, como o insulado, seja utilizado pelas suas propriedades de isolamento térmico e acústico na parte de fora. Você pode conferir outros detalhes relacionados a segurança da instalação nesse post.

 

Passo-a-passo para a instalação da pele de vidro:

  1.  O primeiro passo, evidentemente, é o planejamento do projeto, onde são definidos os tamanhos dos quadros, paginação da fachada, estrutura correta de acordo com a pressão do vento, etc.

  2.  Escolha dos materiais: Depois da aprovação do projeto, é necessário especificar com os fornecedores os tipos de vidro, alumínios e acessórios que serão utilizados.

  3.  Medições: Nessa fase são feitas as medições necessárias do local da instalação, que serão necessárias nas etapas de execução do projeto.

  4.  Agora, é realizado o projeto executivo por um técnico especialista em fachadas, que deve ser seguido de forma rigorosa pelo restante dos profissionais.

  5.  Estruturação: são realizadas as instalações das colunas, luvas e travessas, que constituem o esqueleto da fachada, além da produção dos quadros de alumínio e colagem dos vidros. É também nessa fase que são feitos a vedação e o acabamento.

  6.  Por último, um fiscal de obras é enviado para o local para conferir se o serviço está em conformidade com as normas técnicas e o projeto e garantir a segurança e qualidade da obra.


A Vidro Impresso é uma mídia de comunicação especializada no setor vidreiro, acompanhe o nosso portal online para receber dicas e sempre estar por dentro das novidades do mercado do vidro.

Deixe seu comentário