Últimas Notícias

Notícia

Casa do Vidro renova parceria com a Projepack

Empresa adquire terceira máquina de embalagem para auxiliar no processo de expedição de vidros pós tempera

17/11/2014

Poucos materiais são tão exigentes nas condições de acondicionamento para transporte quanto o vidro – aliar, no processo produtivo, agilidade à delicadeza necessária nessa etapa é um dos grandes desafios dos fabricantes especializados no setor. A Casa do Vidro, de Bento Gonçalves, encontrou na Projepack, especializada em máquinas para embalagens, um aliado para suprir essa demanda.

 

Com a série Standard, solucionou a necessidade de conferir mais qualidade e agilidade à produção e, ainda, pôde agregar diferenciais como rapidez e economia de energia. Essa combinação de vantagens foi decisiva para a Casa do Vidro adquirir o terceiro exemplar do equipamento desenvolvido pela Projepack: prova da eficiência e confiabilidade das soluções assinadas pela marca, que já acumula quase duas décadas de tradição nesse segmento.

 

A Série Standard foi instalada na área de expedição da empresa, atendendo ao processo de embalagem do vidro (com sistema de envolvimento do volume com filme plástico termoencolhível) após tempera e finalização do módulo. Seu funcionamento garante proteção ao produto, evitando o contato danoso com a umidade e poeira. “A máquina da Projepack nos trouxe agilidade no processo de embalagem, diminuindo possíveis riscos ou danos ao vidro. O transporte ficou mais eficiente, assegurando a integridade dos produtos até o cliente final”, afirma o diretor da Casa do Vidro, Vitor Carlos Três. 

 

Outro diferencial da Série Standard avaliado de forma positiva é seu funcionamento prático, que se adapta às especificações de diversos tipos de volumes. A máquina seladora trabalha no ciclo automático, em que a alimentação dos itens a serem embalados é feita manualmente na esteira de entrada. O volume é deslocado contra a cortina de filme e sua passagem é detectada por um sensor ótico, que acionar a decida da régua de solda.

 

Então, ocorre o ciclo de envolvimento do volume, deslocando-o posteriormente para o túnel de encolhimento. Sem sofrer interferência manual, o processo é seguro e eficiente, com alto grau de precisão. “Sempre buscamos a solução mais eficiente para atender às necessidades de cada cliente, considerando todas as particularidades de seu negócio. Esse trabalho de avaliação e planejamento permite que ofereçamos resultados surpreendentes com nossos equipamentos”, explica o diretor da Projepack, Roberto Trevisan.

 

 

Deixe seu comentário