Seção

Feiras e Eventos

Vitrine global

Mercado vidreiro internacional mostra sua força na 25a edição da China Glass

04/08/2016

25a edição da China Glass

Tradicional exportadora de vidros planos para o mercado mundial, a indústria vidreira chinesa experimentou um período de efervescência nos últimos anos, refletido em grande número de unidades fabris e mais de 300 fornos operando. Embora atualmente enfrente um acentuado desequilíbrio em sua balança comercial, acompanhado por problemas de ociosidade e produção excedente, o país consolida-se como polo vidreiro mundial e reafirma o crescente avanço técnico de sua indústria, fato evidenciado durante a última edição de uma das maiores feiras vidreiras do mundo, a China Glass 2014.

 

O evento atraiu mais de 23 mil visitantes, vindos de 80 países, e reuniu número recorde de expositores (815 no total, sendo 185 de fora do país), em mais de 80 mil m² do Shanghai New International Expo Centre, em Xangai, entre os dias 14 e 17 de abril. “Embora o país tenha visto seu crescimento refluir em relação a anos anteriores, mais uma vez a China Glass representou excelente oportunidade para novas apostas de investimento e parcerias em âmbito mundial”, comenta Joe Zhou, da organização do evento.  

 

Distribuídas em sete pavilhões, as empresas levaram as mais recentes novidades e tecnologias incorporadas à cadeia vidreira no último ano, com destaque para o segmento de máquinas para o processamento do vidro, no qual se destacaram nomes como Bystronic, Glaston, Lisec, Hegla e Bottero. “Trata-se de uma plataforma de negociações única no segmento, em um ambiente de intensa troca de informações técnica e de mercado que atrai visitantes estratégicos, incluindo o consumidor final”, afirma Zhou. E acrescenta: “Um dos principais focos este ano foi em soluções voltadas para eficiência energética e redução nas emissões de carbono”. 

 

Alemanha, Itália, Estados Unidos, Bélgica, Reino Unido, França, Finlândia,  Holanda e outros 30 países estiveram representados na lista de expositores, que contou este ano com cerca de 50 novas empresas. O Brasil marcou presença por meio da fabricante de rebolos Arbax, que expôs lançamentos e clássicos de sua linha em um estande exclusivo. “Foi uma excelente oportunidade de expandir nossos negócios internacionalmente”, afirma o diretor Fulvio Sirotto, ressaltando o saldo positivo da participação. “Ampliamos nossa área de exportação e reforçamos nossa presença no mercado chinês. Enquanto a tendência internacional é importar produtos da China, nós estamos exportando para eles”, comenta.

 

arbax-china-glass

Fabricante de rebolos Arbax mais uma vez marcou presença como a única expositora brasileira

 

Uma série de atividades técnicas e acadêmicas complementaram a programação paralela do evento, que incluiu um simpósio sobre tecnologias avançadas de fusão do vidro, além do tradicional Glass Performance Days China (GPD China) e de 12 seminários técnicos, com foco em eficiência energética, baixa-emissão de carbono e novas tecnologias de reciclagem do vidro e oxi-combustão.

 

Deixe seu comentário