Seção

Empresas e Negócios

Vidrax

Pioneirismo no mercado de vidros foscos

29/10/2012

A decoração em acidato, da Vidrax, confere uma textura diferenciada a frascos, garrafas e outras peças em vidro

Quando a Vidrax chegou ao mercado, há 16 anos, a indústria de cosméticos se ressentia de uma carência: a opacação de frascos de vidro por meio de um banho à base de ácido era um processo pouco utilizado no Brasil. Preencher essa lacuna foi a principal missão que a empresa abraçou para ganhar espaço
e se consolidar junto às grandes vidrarias do País. “Realizar a foscação dos frascos por meio da acidação era uma necessidade crescente diante do mau desempenho de outros processos usados na época”, lembra Rodrigo Garla, diretor de marketing da empresa. “Nosso primeiro desafio foi desenvolver um processo de acidação de peças temperadas que apresentasse resultados satisfatórios”, afirma o diretor. “Quando conseguimos isso, em pouco tempo a Vidrax era conhecida como a única empresa capaz de oferecer esse serviço”.

 


Segundo Rodrigo, o foco na qualidade dos processos tornou possível a inovação que converteu a empresa em referência entre indústrias e vidrarias. “A Vidrax hoje se propõe oferecer todo tipo de soluções que tenham o vidro como matéria base. Isso nos faz parceiros das maiores perfumarias brasileiras”, ressalta. Entre os nomes de peso que compõem a carteira da empresa, destacam-se Avon, Natura e Boticário. Os bons resultados alcançados no tratamento de superfícies de vidro garantiram o reconhecimento do mercado e levaram a outros avanços, como a acidação de peças de cristal.

 


“A composição da matéria-prima cristal realmente dificulta o processo de acidação, mas também nisso alcançamos resultados excelentes, que nos  propiciaram parcerias também com as cristalerias”.

 

 

Diversidade


Em 2004, após um estudo do mercado e suas lacunas, a Vidrax deu início ao projeto de criar soluções para as áreas de arquitetura, decoração e engenharia, passando a atuar também no segmento de vidros planos, o que permitia uma exploração maior das técnicas empregadas pela empresa. “Com essa ampliação de nosso portfólio, passamos a oferecer a sutileza de nossos resultados também para arquitetos e decoradores, que podiam desenvolver seus projetos personalizados em vidro fosco, utilizando combinações das diversas técnicas por nós desenvolvidas”.

 


“Iniciamos os trabalhos apenas com a opacação total de chapas e peças de vidro, mas o setor exigia mais inovações”, conta Rodrigo. Para isso, a empresa mergulhou em estudos e ensaios de laboratório que levaram à descoberta de novas técnicas, como a acidação de dois tons (acidato e platinum). “O platinum é exclusivo da Vidrax. Conseguimos colocar em uma única peça mais de um tom de opacação, o que agrega valor e sofisticação aos projetos”.
Além disso, a Vidrax passou a trabalhar a superfície do vidro ao ponto de criar alto e baixo relevo sem comprometer o peculiar aspecto “clean” do material.
“Executamos trabalhos com texturas personalizadas, o que garante ampla liberdade ao arquiteto decorador para criar seus projetos. Conseguimos reproduzir  na superfície do vidro desde formas geométricas até a foto de uma pessoa”.

Deixe seu comentário