Seção

Feiras e Eventos

Uma Casa Cor renovada

Vidro teve papel de destaque na 23 ª edição da mostra no Rio de Janeiro

21/07/2016

Na Varanda Gourmet, de Caco Borges, uma bancada de vidros Cristal DiamondGuard compunha o ambiente com cadeiras vazadas de madeira e cores quentes nos móveis e paredes

Mais do que apresentar tendências em ambientes, cores e materiais, a Casa Cor Rio 2013 levou aos seus visitantes formas novas e mais criativas de viver, com projetos que contemplavam todas as demandas do cotidiano moderno. Rompendo com o padrão dos casarões antigos, o evento inovou já na escolha de sua sede, a Península, primeiro bairro ecologicamente planejado do Rio, na Barra da Tijuca. A região tem 780 mil m² de área verde, dois parques de 45 mil m² cada, cinco jardins temáticos, uma trilha ecológica e apenas 8% de área edificada.

 

Os 47 ambientes ocuparam 10 mil m² de dois edifícios do condomínio FontVieille, divididos em apartamentos com plantas e metragens distintas, para famílias e indivíduos com necessidades diversas, como na vida real. Também foi construída uma casa especialmente para o evento, com projeto de Duda Porto, erguida em menos de dois meses. Em meio a um eclético painel de soluções em paisagismo, decoração e arquitetura, os vidros figuravam em variadas aplicações, entre revestimentos, divisórias, portas de correr, espelhos, fechamentos, coberturas e mobiliários.

 

Paredes revestidas de espelhos na Cozinha do Chef, criação das arquitetas Juliene Assed e Rosane Servino

 

A 23ª edição da mostra se mostrou conectada à sustentabilidade e ao jeito de morar nas grandes cidades. “O contraste entre as propostas dos últimos três anos e a da mais recente edição foi um atrativo a mais para o público. Os ambientes foram pensados para o momento atual, em que design, tecnologia e sustentabilidade estão sempre presentes”, diz Patrícia Mayer, sócia da 3 Plus, empresa organizadora da Casa Cor Rio desde sua primeira edição.

 

A reportagem de Vidro Impresso selecionou alguns ambientes em que o vidro aparece com destaque, conferindo requinte, sofisticação, funcionalidade e acabamento diferenciado. No ambiente Rouparia, por exemplo, assinado pela arquiteta Jacira Pinheiro, os vidros da porta de correr foram impressos com um mapa envelhecido, fazendo alusão à paixão do casal por viagens. “Foi projetado para duas pessoas antenadas com o mundo, que gostam de arte e cultura e viajam muito”, diz a arquiteta.

 

Já no ambiente assinado por Lorena Couro e Stéfano Barino, os vidros Ultra Clear, da Guardian, figuravam quase imperceptíveis na fachada, permitindo que a natureza deslumbrante da península dominasse o visual. Na sala, a estante de madeira em forma de colmeia cobria uma parede inteira revestida por espelhos também da Guardian, compondo uma harmoniosa combinação de materiais. Na fachada Loja da Casa, de Emerson Araújo e Rosita Krupp, a opção também recaiu sobre o vidro, desta vez o de controle solar Climaguard, que oferece conforto térmico e economia no consumo de energia. Do lado de dentro, o material roubava a cena em prateleiras e no mobiliário. 

 

Outro espaço em que o vidro chamava a atenção era a Varanda Gourmet, de Caco Borges, em que uma bancada de vidros Cristal DiamondGuard compunha o ambiente em combinação com cadeiras vazadas de madeira e cores quentes na parede.

Deixe seu comentário