Seção

Produtos

Portas automáticas

Sua instalação demanda conhecimento específico e escolha criteriosa da central de comando. Conheça alguns automatizadores para portas deslizantes

17/08/2016

Indicadas para acessos em escritórios, shoppings, aeroportos, hospitais, hotéis, supermercados, entre outros ambientes comerciais, industriais e até residenciais, as portas automáticas passam uma imagem de segurança e sofisticação, além de agilizar o fluxo de pessoas e proporcionar economia no ar condicionado, agregando valor ao empreendimento. “O que há muito pouco tempo era considerado um artigo de luxo, hoje pode-se afirmar que s é um elemento necessário, que visa o conforto, segurança e economia. A instalação de portas automáticas otimiza os sistemas de acesso e garante assepsia e fluidez ao ambiente”, afirma Tomas Catafay, líder regional da dorma+kaba para América Latina.

 
Conforme explica Catafay, a tecnologia desenvolvida nas portas automáticas deslizantes é realizada por meio de microprocessadores, de alta tecnologia, que atendem a diversas programações como velocidades ajustáveis, freios de abertura e para fechamento, temporização, entradas específicas no módulo de comando para sensores ativos e passivos, botoeiras ou pulsadores específicos como, por exemplo, a aproximação das mãos para acionar a abertura das portas - garantindo assepsia nas aplicações hospitalares, além de movimentos suaves e silenciosos durante seu funcionamento. 

 

 
Mão de obra precisa ser especializada

 

A instalação demanda conhecimento específico. As próprias empresas fornecedoras dos sistemas de automatização realizam toda a montagem e entregam o produto pronto, mas também trabalham em parceria com profissionais como vidraceiros, que podem adquirir a tecnologia a um preço mais baixo e instalar a porta automática, após realizarem cursos e orientações que as fabricantes fornecem. “O equipamento necessita de configurações específicas em sua unidade de comando que precisam ser minuciosamente treinadas para execução e funcionamento perfeito. Não pode ser feito por qualquer pessoa”, explica Eduardo France, da Automec, que realiza cursos em sua matriz em Campinas (SP), mas a empresa precisa primeiramente se credenciar como parceira ou revendedora.


“Em cidades próximas a São Paulo (até 150 km), oferecemos o serviço para o vidraceiro com custo extremante reduzido, mas a instalação pode ser feita por eles. Em alguns casos de assistência técnica é necessário mão de obra especializada. Assessoramos as vidraçarias, acompanhando todo o processo de concepção do projeto (cortes dos vidros, instruções de montagem, auxilio técnico por telefone ou local). Além disso, podem solicitar o auxílio dos nossos vendedores técnicos, para que possamos especificar sempre o melhor produto”, esclarece também Marcelo Marques, da MagiPorta.

 

 

Tecnologia cara que vem de fora

 

O mercado está em expansão e a indústria tem pensado em novas apostas para desenvolver soluções cada vez mais eficientes e funcionais, que garantam segurança e qualidade aos usuários.  Porém, de acordo com Eduardo France, sócio-diretor da Automec Portas Automáticas, as melhores centrais de comando vêm de países da Ásia e Europa, que possuem uma demanda muito maior que a do Brasil e conseguem fazer o alto investimento necessário a este tipo de produção. “Fazemos grande parte, trilho roldana, ferragem, para reduzir custos, mas placa da central de comando precisa vir de fora, porque é cara, importamos do Japão e Itália, porque precisa ser feita em larga escala. Eles conseguem porque vendem para o mundo”.


A placa da central precisa ser de 24 volts e ter resistência para receber corrente contínua, com 24 horas sem interrupção. Um aparelho elétrico de 110 ou 220 volts acabaria aquecendo demais. France alerta para a importância de pesquisar a procedência dos sistemas de automatização, pois a compra de um produto de má qualidade traz prejuízos e perda da credibilidade. “Tem que fazer uma pesquisa, quem é a empresa, se tem funcionários próprios, de quem compra, conhecer antigas obras e outros clientes para saber que está comprando em uma empresa confiável”. 

 

Passo a passo

 

A Automec Portas Automáticas montou um breve roteiro do processo de instalação. Vale ressaltar que é necessário ter um conhecimento mais aprofundado, obtido através do curso que a empresa oferece, para obter um perfeito resultado final. A execução leva cerca de seis horas.

 

Conferência:

1) O técnico tem que fazer a vistoria do local, conferir as medidas do vão, se batem com a do projeto, conferir o ponto de energia elétrico para ligação do produto e dos materiais utilizados na execução, como a furadeira, e ainda conferir os materiais e medidas como vidro, perfis de alumínio, borrachas, kit de automatizador e acessórios.

 

Instalação da Estrutura:

2) Fixar a estrutura de alumínio através do perfil de fixação (tubo 150x50), instalar o perfil lateral quando houver e, após isso, fixar o trilho em alumínio que já possui o equipamento automatizador. Instalar os demais perfis para fixação dos vidros fixos (Perfil E automec) quando houver, instalar o perfil para movimentar o vidro móvel chamado de perfil pega vidro, e instalar este perfil no suporte de fixação do automatizador, que está ligado diretamente às roldanas de movimentação. Após a instalação das folhas móveis, deve-se instalar o guia de piso na parte interna inferior do vidro fixo, este guia mantém a estabilidade e o alinhamento do vidro móvel.

 

Instalação do Automatizador:

3) Realizar as ligações das fotocélulas de segurança nas laterais de acordo com a norma ABNT, fazer as ligações dos sensores de presença também de acordo com a norma e fazer a interligação de todos componentes/acessórios adicionais com a unidade comando microprocessada. Em seguida, colocar a tampa de alumínio que isola o automatizador, proceder a ligação no ponto de energia e realizar todos os testes de abertura e fechamento, bem como ajuste de torque e velocidade, adequando à necessidade do cliente.

 

PRODUTOS

 

As portas automáticas deslizantes retas são as mais comuns no mercado e podem ser de uma folha ou duas folhas deslizantes que correm por traz de painéis fixos ou paredes. A dimensão mais convencional do vão é de 2 x  2,10 metros. Em geral, suportam a partir de 130 kg. Abaixo reunimos alguns produtos oferecidos pelas principais empresas do segmento:

 

Magi Porta

O Sistema PV5000 é um produto nacional, ideal para portas de folhas duplas, únicas, telescópicas ou anti-pânico. Possui radares detectores de movimento e presença, botões de acionamento, controles biométricos, cartões e controles remotos, além de sistema manual para emergências, em caso de falta de energia. Suporta 360Kg e alto fluxo de pessoas. É indicado para qualquer tipo de vidro e caixilho e alcança uma velocidade de abertura de até 1,20 metros por segundo. A empresa oferece dois anos de garantia para as peças e, quando instalado pela Magi Porta, um ano de assistência.  

 

 

Automec

Um dos produtos oferecidos pela empresa é o modelo Porta Automática Deslizante K-240V. Sua tração é feita por correia dentada de neoprene, revestida de nylon e alma de fibra de vidro. Vem com trilho superior, trilho interno removível e tampa em alumínio liga 6063 T6, possui unidade de comando microprocessada EL20 com placa para fotocélula integrada, ajuste de velocidade de abertura, velocidade de fechamento, abertura parcial, torque do motor e temporizador de fechamento. Alcança velocidades de abertura de 0,4 metros por segundo para uma 1 folha e metros por segundo para duas folhas. A garantia do equipamento é de 12 meses, extensivo a 24 meses, e a vida útil de até 20 anos se bem conservado com as manutenções corretas.

 

 

Outro modelo é a Porta Antipânico STS-20, produção para a qual a empresa investiu R$ 300 mil. Neste sistema de tração simultânea, a porta corre e pivota. Na ausência de energia, basta encostar e fazer a pressão necessária para liberar todas as folhas e abrir o vão por completo. Adequado a todas as normas, o produto possui ofício do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, obtidos após passar por todos os ensaios. Há 25 anos no mercado, a Automec fabrica sistemas com tecnologia italiana e japonesa, para clientes como os hospitais Einstein e Sírio Libanês e para o Itaú, para o qual faz a manutenção de mais de três mil portas.

 

Fass

 

 

O modelo Línea Slim, diferenciado pelo designer do chassi e pela capacidade de peso das folhas móveis, tem perfil de alumínio mais fino e discreto, que se incorpora facilmente à fachada. Possui sistema mecânico que não utiliza pinça pega vidro, com a vantagem de ser instalado fora ou dentro do vão de acordo com a necessidade ou projeto. Pode trabalhar com vidro direto, sem uso de pinças, tendo também a opção para portas em caixilhos. Com motorização de 24vcc, possui baixo consumo de energia e possibilita trabalhar com baterias em caso de falta de energia. Suporta portas de até 140 Kg, apresenta velocidade de abertura de até 1,4 metros/segundo, variando de acordo com peso da porta, e tem funcionamento silencioso. Tem garantia de um ano e vida útil superior a seis anos, dependendo do ambiente em que se encontra.

 

 

Manusa

A Porta antipânico Manusa trabalha de forma comum, abrindo e fechando como qualquer outra porta automática, mas, na falta de energia, as folhas fixas se abrem e tornam a passagem livre ainda maior, mais que sobrando a área de saída. Indicada pelos bombeiros, facilita o aumento da área de evacuação de um local através de uma única porta e com muita simplicidade no manuseio. A Manusa desenvolve tecnologia para portas automáticas há mais de 40 anos e possui diversas opções para o segmento.

 

 

Dorma+kaba

A dorma+kaba oferece um rico portfólio de produtos. Entre eles estão as portas deslizantes retas (ES 200, ES 200 Easy, ES 75, ES 400, Magneo), as curvas (BST), as telescópicas (ES 200T e ES 200T Easy), as pivotantes ou batentes (ED 100 e ED 250), as articuladas (FFT), e as giratórias (KTV-M, KTV-A, KT2, KTC).  As soluções apresentam diversas e específicas certificações internacionais como, por atestado de durabilidade pela TUV com testes de um milhão de ciclos, além dos certificados obrigatórios para atender às exigências internacionais.

 

 

O ES 200, equipado com a tecnologia Dorma PowerDrive, atende qualquer demanda ao operador em termos de adaptação aos diferentes vãos de porta, capacidade de peso da folha e funcionalidade. O equipamento é um operador de porta deslizante completamente redesenhado, que corresponde a todos os padrões e regulamentos de segurança europeus e alemães. Ele compreende um design de tampa elegante e moderno, um motor que garante uma operação praticamente silenciosa, um microprocessador que controla automaticamente as velocidades de abertura e fechamento da porta, uma unidade de economia de energia e novas funções de programação, permitindo uma instalação, ajuste e manutenção rápida e simples. Indicada para vãos de até 3000mm e também saídas de emergência e rotas de fuga, suporta peso máximo de 200kg por folha.

 

Speed Door

A Speed Door possui uma linha especial de produtos para automação. Os kits S806 e S806 CA incluem o trilho superior com automatizador que suporta 200kg. A Speed Door oferece garantia de 18 meses e, se receber a manutenções preventivas, serviço que a empresa oferece, o equipamento dura mais de 10 anos. Há 27 anos fazendo automatizadores próprios, a Speed Door também revende sistemas da PPA. O produto possui fácil instalação e simples regulagem. Vidraceiros têm preços diferenciados e recebem as devidas instruções para sua adequada instalação.

 

Deixe seu comentário