Seção

Mercado

Já pensou em atuar com manutenção de sacadas?

O mercado de envidraçamento começou a saturar e alguns vidraceiros estão optando pelas revisões periódicas, conseguindo lucrar até mais que com a instalação

14/02/2018

O mercado de envidraçamento de sacadas cresceu muito nos últimos anos e se tornou um dos segmentos mais lucrativos no setor vidreiro. Com o tempo, a alta demanda atraiu diversos profissionais e saturou algumas regiões. Entretanto, uma área que ainda não foi tão explorada e tende a ser crescente com o número cada vez maior de apartamentos com envidraçamento é de manutenção destas sacadas.

 

O sistema precisa ser revisto anualmente para garantir a segurança dos usuários e, às vezes, a manutenção pode até ser mais lucrativa que a própria instalação, que só é feita uma vez para cada imóvel. Com alta demanda, poucos profissionais especializados para atendê-la e baixo investimento inicial, a manutenção de sacadas é um mercado de atuação que pode ser bastante promissor. Muitos fechamentos foram mal feitos e precisam ser revisados, em função de aventureiros que entraram no mercado. Também, tendo em vista a crise econômica, para não gastar, muitos clientes preferem consertar do que substituir por outro sistema.

 

Talita Nunes Bariane Freitas, sócia da vidraçaria Construglass, percebeu, observando o mercado, que em sua região, na cidade de Sorocaba (SP), há uma demanda pouco atendida e está investimento em cursos para atuar na área. “Em nossa região poucos fazem manutenção de sacada e a procura é bem grande. É um mercado interessante, com um lucro muito bom”. José Rodrigues, sócio proprietário da JCR Instalações Técnicas, já está atuando no segmento e diz que consegue faturar mais com manutenção da sacada do que com o próprio envidraçamento.

 

Seja pró ativo

Os clientes não têm conhecimento nenhum sobre a necessidade de uma manutenção preventiva e acabam procurando um profissional apenas quando o envidraçamento apresenta problemas de funcionamento. Então, cabe à empresa que vende o serviço esclarecer o período dessa revisão e também sobre a limpeza, manuseio e conservação do produto.

 

A vistoria periódica é importantíssima, porque vai garantir a vida útil de todos os componentes, segurança, funcionamento do sistema e evitar aborrecimentos com quebra ou queda do vidro. O mais recomendado é uma checagem anual, que deve ser estimulada pela vidraçaria.

 

É extrema importância um trabalho ativo, dando toda assistência técnica para garantir sempre um produto em perfeito funcionamento, até porque o cliente esquece de solicitar. Organize uma planilha com os dados de cada cliente e um controle de vencimento do prazo de revisão, e entre em contato um pouco antes, explicando detalhes e importância da prevenção.

 

Revisão preventiva

Na manutenção preventiva são verificados: roldanas; estacionamento superiores e inferiores; pivôs; itens de vedação, tais como escovinhas dos trilhos e escovinhas dos painéis; condições internas dos trilhos; acabamentos externos, como as molas guia; verificação de vidro descolado e peças plásticas de acabamentos ressecadas, entre outros itens, isso considerando uma sacada instalada da forma correta.

 

Em média, não são necessárias as trocas em si de todos esses componentes, mas a verificação preventiva serve para constatar problemas, a fim de evitar que futuramente tenha que trocar tudo e refazer a sacada, criando um custo grande e desnecessário para o cliente.

 

 

Você sabe quanto cobrar?

Tiago Ortega dos Santos, proprietário da Prevent Glass, também diz que lucra mais com manutenção e explica quanto cobra com um exemplo: “Peguei uma sacada frontal de 10 metros quadrados de 20 folhas, troquei os estacionamentos e em média uma manutenção dessa eu vou cobrar R$1.300, só que o custo que vou ter não chega a R$100. Acaba sendo bem lucrativa e têm poucas pessoas que fazem. Pego em média uma manutenção por dia quando não são tão simples, normalmente é estacionamento que estoura, tem que desmontar todo trilho, refazer os sistemas e dá trabalho”.

 

Eduardo Muniz também diz que consegue faturar mais. “A manutenção de uma sacada tem um preço elevado, o qual muitas vezes o cliente acha muito caro, porém, o trabalho é praticamente o mesmo”. Ele conta que leva, em uma sacada de três metros de largura por dois metros de altura sendo reta de 4 a 5 horas em média, pois tem que desmontar e montar a sacada novamente, efetuando a limpeza dos trilhos e a troca de alguns itens. Já para instalar de um novo sistema gasta entre 2 a 3 horas. 

 

Como o cliente pode ajudar na manutenção?

Oriente seu cliente com as dicas a seguir de limpeza, pois uma manutenção correta no dia a dia vai garantir o perfeito funcionamento do sistema. -Recomenda-se que os trilhos sejam constantemente limpos para evitar o acúmulo de poeira que, com o passar do tempo vão se compactando pela ação do abrir e fechar, transformando-se em crostas de difícil remoção, além de comprometerem o desempenho das roldanas, exigindo sua troca precoce.

 

-Recomenda-se a limpeza do sistema, inclusive das guarnições de borracha e escovas, seja feira com solução em água e detergente neutro, a 5%, com pano macio. Recomenda-se não utilizar detergentes abrasivos, água sanitária, saponáceos, esponjas de aço ou qualquer outro material abrasivo, objetos cortantes ou perfurantes, produtos derivados do petróleo (vaselina, removedor, tiner, etc) e produtos ácidos ou alcalinos, pois sua aplicação pode manchar ou tornar opacas as superfícies.

 

-Não podem ser aplicados óleos e graxas, uma vez que todas as articulações e roldanas já trabalham sobre uma camada deslizante, e estes produtos contém em sua composição ácidos e outros aditivos não compatíveis com os materiais utilizados na fabricação do sistema.

 

 

 

 

Deixe seu comentário