Seção

Tendência e Tecnologia

Cobertura de vidro ajuda na ampliação de áreas externas

As extensões cobertas por vidro trazem mais beleza e sofisticação aos projetos. Representam um importante segmento de atuação no mercado vidreiro, mas o vidraceiro precisa, antes de tudo, garantir a segurança do cliente com a aplicação do vidro certo

31/05/2017

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

Residência em São Paulo utiliza vidro Habitat neutro verde laminado

Apesar da variedade de vidros, em qualquer cobertura, marquise e claraboia deve ser  aplicado pelo menos o vidro laminado de 8 ou 10mm. “O vidro laminado consiste em duas ou mais peças de vidro comum com uma película de polivinil butiral (PVB ) entre elas, pois, se houver quebra na cobertura de vidro, esta película impede que o vidro caia, continuando prezo e evitando acidentes”, explica Glaucia Galvão, diretora da Imagem Vidros Decor. A Norma Técnica NBR7199 também indica o vidro aramado, considerado um vidro de segurança por possuir uma rede metálica de malha quadriculada incorporada à sua massa. 

Os vidros reflexivos utilizados neste projeto do Studio Cris Paola são laminado e temperado de 6mm, com efeito de melhoria térmica e acústica, na cor incolor e liso, fixados com sistema de perfis de alumínio. A proposta era transformar a varanda de 90 m² em um espaço para receber amigos para um churrasco. Na área da piscina, foi colocado um teto retrátil para controlar a entrada de luz.  

Valor agregado

Há algumas variações de uso do laminado e possibilidades múltiplas. A PKO, por exemplo, oferece duas composições diferentes: o insulado-laminado e o temperado-laminado. No vidro insulado é incluído entre suas lâminas uma câmara de ar que ainda recebe uma dupla selagem, que torna o produto um excelente isolante térmico e acústico. A empresa oferece ainda o vidro insulado triplo e vidro insulado defasado em até quatro lados. O temperado-laminado reúne os benefícios dos vidros laminados e temperados, aumentando a segurança. Uma novidade da PKO no assunto é o Sentryglass®, desenvolvido através de uma nova técnica de acabamento dos vidros, ideal para projetos com bordas expostas, pois, devido a um processo de beneficiamento mais moderno, elas ficam mais lisas, uniformes e transparentes. 


Além dessas características de beneficiamento, é possível acrescentar outras utilidades nos vidros como controle solar ou autolimpante. O vidro autolimpante recebe uma camada transparente de dióxido de titânio (TiO2) na superfície externa do vidro, que usa os raios UV (ultravioleta) e água para combater os resíduos acumulados com o tempo. Já o vidro de controle solar é formado a partir da deposição de camadas metalizadas em uma das suas superfícies, que reduzem a passagem dos raios do sol por meio do vidro, garantindo maior conforto térmico aos ambientes e melhor controle da luminosidade. 

Nesta cobertura retrátil motorizada a Imagem Vidros Decor aplicou vidro cristal laminado incolor de 8mm, e na parte fixa do lado da churrasqueira laminado refletivo habitat cinza. A cobertura foi estruturada por tubos de ferro zincado e pintado de branco, nas medidas 6X2 e travessas 4X2 Pol” parede de 3mm, chumbado em alvenaria e soldado nos vigamentos de ferro existente. Foram utilizadas também na obra, localizada no Morumbi, em São Paulo, borracha de neoprene, calha para captação de água de ferro galvanizado e rufos na pintura eletrostática branca. Para acabamento e vedação foi utilizado silicone neutro Dow Corning 791. A automação da cobertura automática foi instalada através de dois motores redutores industriais, dois trilhos de fuso de 5,50m de curso, um painel eletrônico de comando industrial com inversos de frequência e controle de velocidade, controle de força, controle de aceleração e desaceleração.

A Coelho Metal instala coberturas em vidro e em policarbonato. Estas obras são com vidros laminados 8mm, em uma estrutura mais robusta para suportar o peso do material. As esquadrias são de alumínio com estrutura de alumínio tubular “pinçadas”.

Esta obra da Imagem Vidros Decor em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, recebeu cobertura retrátil em estrutura de alumínio com pintura eletrostática branca com tubos retangulares de 4x2 e 6x2 pol”, parede de 1/8, fixada com parabolts de 4 polegadas, parafusos de aço inox, rebites na cor da estrutura, borracha de Neoprene para acomodação dos vidros , calhas e rufos com pintura eletrostática. Para acabamento e vedação a equipe de instalação utilizou silicone DowCorning 791. A cobertura tem três aberturas, acionadas com controle remoto. 

No Sesc de Santos foi utilizado vidro laminado refletivo prata de 10mm em uma estrutura de alumínio com pintura eletrostática bege, fixada com parafusos aço inox e vedada interna e externamente com silicone DowCorning 983. 
Cobertura da Imagem Vidros Decor na Chácara Klabim, em São Paulo, foi feita em alumínio com pintura eletrostática preta, vidro laminado refletivo prata de 8mmm,  parafusos de inox e silicone dow corning 791. 

A obra do Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte (MG) recebeu Vidro Insulado laminado refletivo prata de 24mm de espessura. 

Cobertura de policarbonato

O policarbonato também é um material muito empregado em coberturas por seu peso, rápida instalação e, principalmente, custo menor. Porém, o material possui transparência muito menor que a do vidro, com uma transmissão de luz de apenas 53 % no caso da telha translúcida. Diferentemente do vidro, o policarbonato não promove um bom isolamento térmico e acústico. 

 

 

 

A cobertura de vidro tem conquistado espaço por seu grande valor estético e conforto proporcionado. É um perfeito modo de cobrir uma área externa, pois amplia ou une ambientes, ao mesmo tempo que permite a passagem da luz solar, porém, protegendo o local, móveis e objetos de intempéries naturais como vento e chuva. Sua estrutura pode variar em cores e materiais, como alumínio e aço inox. Os vidros também podem ser escolhidos de acordo com necessidade do cliente, podendo proteger o local dos raios solares e proporcionar isolamento do som. 

 

Deixe seu comentário