Seção

Tendência e Tecnologia

Casas de sonhos

Arquitetura aplica toque mágico do vidro para transformar padrões espaciais de cada ambiente

13/08/2016

Sala 1 Leveza e modernidade

Espaços reduzidos, funções integradas, estética diferenciada, praticidade no acabamento, vistas desobstruídas. Expressões como estas estão cada vez mais em voga quando o intuito é definir as tendências dos ambientes residenciais modernos. Os caminhos percorridos pelo universo da arquitetura e da decoração deram muitas voltas ao longo dos anos, e os espaços domésticos passaram por mudanças estruturais por vezes radicais. Entre os aspectos mais expressivos dessas transformações, o uso do vidro firma-se como solução ideal para as mais variadas necessidades. Seja na sala, no quarto, na cozinha, nos banheiros ou em varandas e áreas de lazer, o material confere atributos incomparáveis a qualquer ambiente da casa. 


Mais do que atender às demandas práticas dos projetos, o vidro se tornou item de decoração capaz de promover uma verdadeira revolução visual nos espaços residenciais. “Devemos lembrar que a diminuição de espaços requer móveis e soluções com menor volume e aparência mais limpa. O vidro encaixa-se perfeitamente nessa necessidade”, diz a coordenadora de mercado da Cebrace, Ana Granado.


Este “encaixe perfeito” é amparado não somente pela diversidade e tecnologia dos novos produtos e pelos avançados processos de beneficiamento, mas resulta também do avanço do mercado de ferragens, kits e acessórios, ao lançar sistemas arrojados, práticos e, acima de tudo, acessíveis e adaptáveis aos mais diversos perfis e configurações de projeto. “As técnicas de manufatura têm proporcionado crescentes possibilidades para o vidro. E a diversidade de acabamento nos oferece mais opções ao desenhar revestimentos, mobiliário, acessórios”, observa a arquiteta Cristiane Schiavoni.


Atenta às principais tendências de aplicação do vidro, Ana Granado identifica um mercado cada vez mais antenado nos benefícios do vidro para projetos residenciais. “Na última década notamos um particular aumento no uso de espelhos em revestimentos de móveis e paredes. Isso é reflexo de um mercado imobiliário que lança apartamentos cada vez menores e que, portanto, demandam sensação de amplitude e luminosidade”, acrescenta. 
Nas próximas páginas de Tendências e tecnologia, o leitor encontra uma seleção de ambientes residenciais em que o vidro protagoniza soluções diferenciadas, belas e eficientes.

 

Salas

 

Como espaços de convivência, as salas de visitas ou de jantar demandam aconchego, estética e bem-estar. Vistas desimpedidas e espaços integrados se beneficiam da ampla aplicação do vidro em paredes, escadas, guarda-corpos, portas, janelas e divisórias. Processos de beneficiamento que tornam o vidro seguro aliam-se à ampla oferta de opções disponíveis hoje no mercado. “O avanço das indústrias de ferragens e alumínios tem contribuído muito na criação de soluções para esses tipos de instalação”, comenta o diretor da fabricante de kits de ferragem Alclean, Sérgio Koloszuk.

 

Leveza e modernidade

 

Revestimentos espelhados, guarda-corpos, paredes inteiras e grandes aberturas envidraçadas. Na sala de visitas deste projeto em Sinop, no Mato Grosso, assinado pela arquiteta Gislaine Fabris, o vidro está presente até mesmo nos pequenos objetos decorativos. Os espelhos Cebrace revestem a mesa de centro e a parede lateral, contribuindo para a amplitude do espaço. Temperados e laminados ganham espaço nos guarda-corpos da escada, aliando segurança e requinte. A integração com os espaços externos é favorecida pelos fechamentos envidraçados que oferecem transparência e luminosidade. O leve tom dourado do Reflecta Float aplicado nas paredes confere aconchego e modernidade ao ambiente.  

 

Espaços conectados

Dinamismo, transparência e intensa conexão entre os andares. Assim foi projetada a sala do Cetatuia Loft, projeto residencial do arquiteto Ion Popusoi em Bucareste, na Romênia. Para garantir o efeito de integração e tirar proveito máximo da luminosidade em um apartamento compacto e verticalizado, distribuído pelos três níveis mais elevados do edifício, o arquiteto não economizou vidro. A aplicação mais marcante da sala é o teto envidraçado, que serve também como piso ao andar superior. Nas escadas, os guarda-corpos de vidro eliminam qualquer interferência na percepção visual do espaço. O sistema da Saint-Gobain SGG Stadip Protect aplicado no “piso-cobertura” é composto por três folhas de vidro de 10 mm, unidas por 2 interlayers de PVB, totalizando espessura de 34 mm.  

 

 

Versatilidade e conforto 


Nesta sala assinada por Cristiane Schiavoni, a decoração foi pensada de modo a proporcionar o máximo de conforto para uma rotina agitada. A arquiteta priorizou peças práticas, que ajudam a integrar todos os ambientes da área social, garantindo assim a versatilidade de uso. Produzida com vidros incolores de 15 mm fornecidos pela Alto da Lapa Vidros, a mesa de jantar é a estrela do ambiente, harmonizando com outros elementos transparentes, como a cristaleira e objetos decorativos. Na parede, um revestimento de espelhos de cristal (5 mm) contribui com a sensação de profundidade.

 

 

Quartos

Conforto é a palavra de ordem em espaços para descanso. Assim como na sala, os vidros assumem papel chave nos dormitórios modernos, como elemento decorativo e de integração. As tendências de aplicação sobressaem sobretudo em móveis, portas de armários, espelhos e prateleiras, mas também ganham destaque na integração com o meio externo, por meio de amplas portas de correr, e com o banheiro, por meio de divisórias transparentes. As paredes da cabeceira ganham aspecto arrojado quando revestidas com vidros pintados, como o Coverglass, da Cebrace, e o Lacobel, da AGC. 

 

Soluções multifuncionais


No Estúdio do Golfista, projeto da arquiteta Cristiane Schiavoni para a Casa Cor 2014, o quarto forma com o banheiro um ambiente único, amplo e agradável, com sala de banho de um lado, vaso sanitário de outro e cama no meio. Divisórias com vidros espelhados da Guardian, no tom Capuccino, encarregam-se de separar as funções, ao mesmo tempo em que preservam a integração do espaço, projetado para um jovem solteiro. Presentes também na porta do box, os vidros temperados foram processados pela Alto da Lapa Vidros.

 

 

Fluidez e integração


A ousada proposta dos arquitetos do Abraham John Architects para a suíte principal da residência Monsoon Retreat, erguida em Khandala, na Índia, teve como intuitos principais potencializar a transparência e diluir as fronteiras entre os ambientes. Na parede que faz divisão com o terraço, a alvenaria foi substituída por um fechamento envidraçado de ponta a ponta. A proposta de questionar o aparente antagonismo entre privacidade e abertura materializa-se nesta aplicação capaz de transformar o quarto em um espaço banhado por luz natural e vista exclusiva para o terraço privado, onde um piso de vidro temperado e laminado funciona simultaneamente como claraboia e é responsável pela integração visual com andar de baixo.

 

 

Dormindo na natureza


Na Casa Franz, os arquitetos levaram às últimas consequências a proposta de criar um dormitório imerso no meio externo. Além de instalarem o cômodo em um local estratégico, rodeado pela mata nativa da região, fecharam uma da faces com portas de correr envidraçadas, que dão acesso a um deck de madeira que praticamente se funde com a floresta. Instalados em esquadrias de alumínio anodizado bronze escuro, os grandes panos de vidro são fundamentais para garantir ampla entrada de luminosidade, especialmente pelo fato de que, sob a sombra das árvores, a quantidade de luz é restrita mesmo em dias de sol pleno de verão. Para completar, uma abertura envidraçada na cabeceira da cama garante contato com a natureza logo ao abrir os olhos.

 

 

 

Cozinhas

A cozinha está entre os espaços domésticos que mais passou por mudanças nos últimos anos. Por muito tempo relegadas a segundo plano, hoje figuram entre os ambientes mais importantes da casa. Sobretudo quando integradas à sala ou à varanda, elas se tornam um espaço de convivência, em que gira boa parte da vida social da família. O vidro contribui para a criação dessa atmosfera, com a vantagem adicional da praticidade de limpeza e manutenção. Vidros extragrossos, como o Prisma, da Cebrace, figuram com frequência em balcões e tampos de mesa, e os decorativos ganham espaço em revestimentos e portas de armários.

 

Separados porém unidos


Estabelecer uma divisão psicológica, mas não necessariamente física, entre os espaços da sala e da cozinha. Essa foi a premissa que guiou as irmãs Aline e Denise Bernacki, do Bernacki Arquitetura, na concepção desta cozinha moderna e compacta. A solução garantiu integração visual e preservou a funcionalidade de uma cozinha fechada. A separação foi obtida por meio de uma peça de vidro com sistema de guilhotina, instalada sobre a bancada do cooktop, que impede a passagem do cheiro e da gordura para a sala e demais cômodos. A aplicação empregou vidros temperados Reflecta de 6 mm, fixados por um sistema de roldanas com contrapesos para abertura, executado pela Vidraçaria Diretriz. Para não destacar a estrutura, os perfis acompanham a cor champanhe do vidro.

 

 

Original e prática


Vidros extragrossos estão entre as mais frequentes aplicações em cozinhas, predominantemente instalados em balcões e tampos de mesa. Praticidade e apelo decorativos são os diferenciais agregados por esse tipo de solução. Neste projeto executado pela canadense Thinkglass, vidros verdes texturizados de 36 mm foram aplicados em toda a extensão da bancada da pia, emendando com o balcão lateral, projetado para refeições rápidas. Além de valorizar visualmente o ambiente, o vidro é um material muito higiênico, que garante facilidade de limpeza e manutenção. Outra vantagem é a resistência e durabilidade do material.

 

 

Aconchego com personalidade 


Aplicação cada vez mais frequente em cozinhas são os revestimentos em paredes e armários, com vidros pintados e refletivos. No caso da cozinha projetada pela arquiteta Gisleine Fabris, a opção pelo Reflecta float na cor dourada para revestir as portas dos armários teve como objetivo trazer amplitude e modernidade ao ambiente. A cor champanhe, com tonalidade mais dourada, imprime personalidade ao projeto, ao mesmo tempo em que transmite sensação de aconchego. Uma coifa com vidro temperado marca presença teto, enquanto o balcão recebeu uma chapa do extragrosso Prisma. 

 

 

Banheiros

Há algumas décadas, vidro no banheiro era sinônimo apenas de espelho ou box. Com o avanço da tecnologia, o material ganhou notável protagonismo em banheiros cada vez mais modernos, iluminados e funcionais, em aplicações que vão de paredes e revestimentos a balcões, divisórias, prateleiras, armários, cubas, claraboias, portas e coberturas. Os sistemas para box e portas de correr ganharam novos designs e avançados mecanismos, ampliando suas possibilidades de aplicação e adaptando-se aos diferentes formatos do ambiente. Enquanto os espelhos desempenham papel funcional e de ampliação dos espaços, cubas e prateleiras de vidro encarregam-se de trazer ares de sofisticação aos projetos.  

 

Banho de luz

Se antes os banheiros eram concebidos como espaços confinados e pouco iluminados, nos projetos atuais a tendência é adotar janelas maiores ou mesmo paredes inteiras fechadas com vidros translúcidos. Uma das vantagens decorativas e funcionais do vidro é a possibilidade de trabalhar com jogos de luz e sombra. No caso deste ensolarado banheiro projetado pelos arquitetos australianos do Circa Morris-NunncArchitects, o uso de brises de madeira foi a solução para produzir efeitos de iluminação e sombreamento, conjugando privacidade e integração na medida certa. Na ducha, o fechamento com vidros temperados translúcidos fixos, com apenas uma folha móvel, promove integração visual com a banheira e o resto do ambiente. 

 

 

A delicadeza dos impressos


Solução inigualável para delimitar ambientes, as portas e divisórias de correr com vidros decorativos impressos estão entre as tendências adotadas em banheiros maiores. Os sistemas atuais oferecem múltiplas soluções para separar as salas de banho das áreas reservadas à pia, ao vaso sanitário ou mesmo ao dormitório. A gama de texturas disponíveis no mercado oferece amplas opções decorativas, além de equacionar o equilíbrio entre transparência, privacidade e transmissão luminosa. Aqui, a escolha foi pelo Satinovo, da Saint-Gobain Glass, vidro com massa extra-clara e textura suave, plana e uniforme. O material preserva a privacidade ao mesmo tempo em que garante a passagem de luz.

 

 

Estética clean


Cubas e bancadas de vidro ganham espaço crescente nos banheiros modernos. As linhas disponíveis no mercado são cada vez mais diversificadas, com padrões, cores e formatos adequados a banheiros de todos os tamanhos e estilos. No projeto da arquiteta Cynthia Pimentel Duarte, os vidros temperados da bancada foram instalados em estrutura de inox e encaixam-se perfeitamente na proposta decorativa do projeto, que também adotou vidros temperados nas divisórias e portas de correr, com roldanas aparentes e trilhos em inox. 

 

 

Áreas externas

Nos espaços externos, novos parâmetros conjugam proteção, conforto e integração com a paisagem. Janelas, vãos, portas e muros de vidro cada vez maiores marcam as casas atuais, ao lado das varandas, coberturas, jardins de inverno e terraços envidraçados, que dão origem a ambientes protegidos de intempéries, poluição e ruídos, ao mesmo tempo em que eliminam a sensação de confinamento. “Os arquitetos aproveitam ao máximo o espaço envidraçado, criando áreas multiuso que muitas vezes se tornam as mais frequentadas da casa”, diz o arquiteto Rodrigo Belarmino, diretor da Solid Systems. “Melhor ainda se o vidro for de proteção solar, proporcionando maior conforto térmico e controle da iluminação”, acrescenta a coordenadora da Cebrace Ana Granado.

 

Transparência e ousadia 


Uma plataforma transparante, com piso e guarda-corpos de vidro, põe a cidade literalmente aos pés dos moradores desta residência em Twin Peaks, em San Francisco, Califórnia, vencedora do Glass Magazine Awards 2014 na categoria “residências”. O vidro brilha soberano na fachada projetada pelos arquitetos do Jensen Architects. Além de envelopar toda a face frontal do andar superior, o material foi aplicado em boa parte do piso intermediário, onde marca presença em grandes aberturas e nos guarda-corpos da varanda e da escada que leva ao térreo. A cargo da Wilson Glass, a instalação do balcão envidraçado, que se projeta como uma extensão da sala, usou vidros temperados e laminados com espessura total de 39 mm. As camadas da composição incluem três chapas de 12 mm de extraclaros low iron Starphire, da PPG Industries, intercalados com películas de PVB.

 

 

Vista panorâmica


No litoral ou nas grandes metrópoles, sacadas envidraçadas são tendência unânime nos apartamentos modernos. Vidros de segurança instalados nos arrojados sistemas desenvolvidos pelas fabricantes de ferragens do País amparam as novas concepções arquitetônicas dos espaços residenciais e contribuem para a proliferação desse tipo de aplicação. É o caso do kit Sacada e do Sistema SGI, da Alclean, que permitem a instalação de painéis recolhíveis com abertura total do vão. Aplicado neste apartamento no litoral paulista, o kit Sacada ampliou o espaço da sala, ao mesmo tempo em que criou um ambiente social protegido e com vista panorâmica. Para esse tipo de aplicação, a empresa indica a utilização de laminados, compostos por uma folha de vidro de controle solar e outra de autolimpante. 

 

 

Do tamanho do sossego

Na Casa de Campo da Todeschini, projetada pelo arquiteto Sig Bergamin para a Casa Cor 2014, um jardim de inverno envidraçado propunha um espaço amplamente arborizado, onde a presença de diversos tipos de plantas garante tranquilidade e relaxamento. Por conta da arborização, a entrada de luz solar no ambiente era fundamental, e dela decorreu a escolha dos vidros de segurança Blindex incolores de 8mm para a cobertura do espaço. Segurança e grau de transparência fazem desse tipo de vidro uma opção adequada quando o intuito é garantir luminosidade, proteção e integração. 

 

 

 

 

Deixe seu comentário