Seção

Fique por Dentro

Ascevi agenda reunião de fundação do Sindicato do Vidro em SC para fevereiro

Demanda antiga da instituição, evento contará com palestras informativas sobre o benefício de se associar ao novo sindicato

20/01/2017

A Ascevi (Associação Catarinense de Empresas Vidreiras) marcou para o dia 15 de fevereiro a reunião de Fundação do Sindicato do Vidro em Santa Catarina. O evento acontece às 16h00, em primeira convocação ou ás 16h30, em segunda convocação, na sede da Ascevi.

 

De acordo com Magda Borba, Secretária Executiva da Ascevi, o sindicato é um desejo antigo da instituição, mas que não se concretizada por conta de uma série de burocracias e expertise. “A atual Diretoria da Ascevi, entende que hoje a entidade, seus Diretores e associados, possuem o know-how para a condução de um Sindicato em Santa Catarina”, pontua.

 

O sindicato é direcionado para toda e qualquer empresa que possua CNPJ como fabricante ou beneficiador de vidro em Santa Catarina, salvo algumas cidades do Vale do Itajaí, isso porque em Blumenau já existe um sindicato.

 

As filiações já serão possíveis a partir da reunião de fundação no dia 15. Além disso, a ordem do dia conta com a aprovação do endereço da sede, previsto para a Rua Thiago da Fonseca, 44, Capoeiras, em Florianópolis, discussão e aprovação do Estatuto Social, eleição e posse da primeira diretoria, Conselho Fiscal e Delegados Representantes junto à Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina, efetivos e respectivos suplentes e aprovação da contribuição associativa.

 

Para o presidente da Ascevi, Rafael Nandi da Motta, a nova entidade será um porto seguro para as empresas que estiverem associadas. “Com o sindicato, iremos unir as empresas do estado que trabalham com a industrialização de vidro, sob as mesmas diretrizes. O que não acontece atualmente, visto que cada região está submetida a um sindicato diferente e suas regras, e nenhum deles é voltado ao setor vidreiro. Com o nosso sindicato pronto, iremos ser mais fortes e ter mais presença nas discussões que influenciam em nossas empresas”, destaca.

 

Além de ser o único detentor da capacidade de representação na negociação coletiva de trabalho e dissídio coletivo, assim que for reconhecido pelo MTE, por meio da carta sindical, o Sindicato do Vidro proporcionará aos seus associados uma série de benefícios decorrentes da participação no Sistema FIESC, que incluem os serviços do Sesi e Senai, por exemplo.

 

A entidade poderá também atuar em defesa de outros interesses como enviar propostas de projetos de leis ao legislativo ou até mesmo patrocinar ações judiciais que visem benefícios fiscais e tributários para as empresas do setor.

 

“É importante ressaltar, ainda, que a criação do novo sindicato não gerará nenhuma espécie de custo extra, mas, sim, uma realocação da contribuição obrigatória que já é paga aos diversos sindicatos que hoje atendem as empresas vidreiras”, observa o presidente da Comissão de Fundação do Sindicato do Vidro, Samir Cardoso. "Certamente será um ganho para todo o setor vidreiro", conclui.

 

 Telefone de contato para mais informações: (48) 3034-6516 ou (48) 9-9116-5724 WhatsApp

 

 

 

Deixe seu comentário